Portugal – A maior viagem de todos os tempos!

No dia 22 de Agosto de 1415, a maior viagem de todos os tempos terminou com a conquista da cidade de “CEUTA” no Norte da África, e isso se deu no dia 22 de Agosto de 1415, quando D.João 1º Rei de Portugal tomou essa iniciativa de formar a maior esquadra guerreira de todos os tempos.
Evidentemente que a iniciativa desse Rei Português, deu à PORTUGAL começar a expansão lusitana por mares à fora e para a glória eterna do maior pais navegador de todos os tempos.
D. João 1º formou uma esquadra composta de um exercito de 20.000 homens, auxiliado por ingleses e no dia 15 de Julho de 1415 essa grandes esquadra partiu de Lisboa rumo ao Norte da África à cidade de Ceuta e com 212 barcos/vasos de guerra e infantaria.
A Conquista de CEUTA, cidade norte/africana foi exatamente no dia 11 de Agosto de 1415, portanto há 600 anos e ficou marcada para sempre como a “Maior Viagem de todos os Tempos”.
Mormente pela tecnologia da época e naturalmente ficou a expectativa do porque isso aconteceu numa época difícil da humanidade, onde ainda não se dispunha de uma grande tecnologia, embora já existissem lampejos de inovações os sentidos de navegação pelo mar a dentro.
Hoje tem-se notícias de que havia algumas raízes para que isso fosse iniciado, praticamente o maior ajuntamento guerreiro também de épocas difíceis da humanidade e segundo fatos históricos podemos curtir algumas razões para tal empreendimento guerreiro de altas dimensões, com similares dos séculos 20 e 21.
Podemos citar: FATORES:
a) Bélico-
b) Religioso –
c) Politico.
Como seja:
Bélico: onde os reinantes queriam demonstrar feitos de guerra.
Religioso: a luta contra o Islamismo, onde na época em Portugal imperava o Cristianismo/Catolicismo e o fator Político, a luta eterna contra a expansão de Castela, a qual ameaçava a expansão portuguesa no Mar Mediterrâneo do Norte da África.
Com tal informação podemos anotar que nessa beligerância guerreira, seguiam figuras importantes do reinado, como príncipes reais, duques, herdeiros do trono como D. Duarte e outros eméritos reais.
Portanto, houve nessa época um fato histórico registrado nos anais da humanidade como:
“A MAIOR VIAGEM DE TODOS OS TEMPOS” e consequentemente deu-se para a Honra e Glória nosso Querido e Eterno PORTUGAL.

 

Adriano Augusto da Costa Filho
Membro da Casa do Poeta de São Paulo, Movimento Poético Nacional, Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores, Academia Virtual Poética do Brasil, Ordem Nacional dos Escritores do Brasil, Associação Paulista de Imprensa, Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa e escreve quinzenalmente para o Jornal Mundo Lusíada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend