Rice defende Abbas e critica Rússia por politizar caso Litvinenko

 

A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, defendeu em Lisboa que o presidente palestiniano é um "ótimo parceiro" para a comunidade internacional e criticou a Rússia por politizar um caso judicial como o do assassínio de Alexandre Litvinenko. 

Inácio Rosa/Lusa

Primeiro Ministro português e presidente da União Européia, José Sócrates, e a Secretária dos EUA Condoleezza Rice durante o encontro em Lisboa, 19 Julho 2007

"Temos um excelente parceiro em Mahmud Abbas. Ele é afinal o presidente eleito do povo palestiniano (…) e presidente da Organização de Libertação da Palestina, que é a autoridade negociadora do lado palestiniano", declarou Rice, a propósito da exclusão do Hamas. A secretária de estado norte-americana, que falava à imprensa nesta quinta 19 de julho, após um encontro em Lisboa com o ministro dos Negócios Estrangeiros português e presidente em exercício do conselho de ministros da UE, Luís Amado, frisou igualmente que o isolamento do Hamas foi provocado pelo próprio movimento. "Foi o Hamas que se isolou, pondo-se de fora de um conjunto de normas internacionais relacionadas com uma solução de dois Estados, com a renúncia à violência, com a aceitação dos acordos internacionais e com o reconhecimento do direito de Israel a existir", declarou. "Não vejo condições para um relacionamento com o Hamas", disse por seu lado Luís Amado, frisando que o Conselho Europeu de Junho passado "decidiu apoiar o presidente Abbas e a Autoridade Palestiniana". Condoleeza Rice aceitou por outro lado reagir à expulsão de quatro diplomatas britânicos em Moscovo anunciada pela Rússia, em retaliação da expulsão de quatro diplomatas russos por Londres depois da recusa das autoridades russas de extraditarem o principal suspeito do assassínio de Litvinenko, Andrei Lugovoi. "É muito claro o que tem de ser feito: foi cometido um crime terrível em território britânico que tem de ser investigado para que os responsáveis sejam julgados e castigados. (…) É uma questão judicial e não uma questão política", declarou Rice. Questionado sobre o desagrado da Rússia pelas críticas que lhe foram feitas pela presidência portuguesa da União Europeia, Luís Amado reiterou a posição européia afirmando que o conflito "tem de ser resolvido a nível bilateral" mas que "é responsabilidade da presidência" tomar uma posição sobre o assunto. Missão de Blair no Médio Oriente Os Estados Unidos vão continuar a liderar os esforços de paz no Médio Oriente com Tony Blair a desempenhar um papel complementar como emissário do Quarteto, segundo a secretária de Estado norte-americana. "Penso que o mandato (de Blair) foi definido pelo Quarteto, quando emitiram a sua declaração e agora que nos reunimos teremos a oportunidade para falar mais dele", disse aos jornalistas, de acordo com a agência noticiosa Reuters. O Quarteto Internacional para o Médio Oriente (ONU, Estados Unidos, Rússia e União Europeia) reúne-se pela primeira vez desde que o movimento de resistência islâmica Hamas tomou o controlo da Faixa de Gaza das forças do Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, e desde que Tony Blair foi designado emissário do grupo. O âmbito do mandato de Blair, como está definido pelo Quarteto, inclui a angariação de fundos para os palestinianos, a construção das instituições básicas de poder e a promoção do desenvolvimento económico. O Quarteto também deverá apoiar os planos norte-americanos para revitalizar o processo de paz israelo-palestiniano durante a reunião de Lisboa. "Os membros do Quarteto já deixaram claro que apoiam as declarações do Presidente (norte-americano George W. Bush), disse. Além de Rice, a reunião ministerial do Quarteto conta com a presença do Alto Representante da UE para a Política Externa, Javier Solana, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, o chefe da diplomacia portuguesa e presidente em exercício do conselho de ministros da UE, Luís Amado, e Tony Blair, emissário especial do Quarteto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend