PSD em Portugal pede cancelamento de voos se Bolsonaro insistir em ‘reabrir’ Brasil

Da Redação

O líder do Partido Social-Democrata (PSD) defendeu pelas redes sociais, nesta quarta-feira, uma proteção maior de Portugal no caso do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, seguir com a a reabertura de escolas, comércio e fim do isolamento no país.

“Se isto vier a acontecer, nós vamos ter de nos proteger de forma redobrada e de imediato, relativamente aos voos vindos do Brasil. Desta vez não pode haver atrasos” publicou Rui Rio.

Na noite deste dia 24, o presidente Bolsonaro fez um comunicado em rede nacional, defendendo que a vida “tem de continuar” e que a situação da epidemia “passará em breve”. O presidente defendeu o isolamento vertical, apenas para o grupo de risco, ou seja, população da terceira idade.

Em Lisboa, o líder do PSD teve reunião com o Presidente, primeiro-ministro, líderes partidários e especialistas otimista por Portugal estar a “ganhar ao vírus”, mas muito preocupado com os efeitos na economia.

“O apelo que faço é que os portugueses cumpram o que está determinado e que fiquem em casa. Estamos a ganhar ao vírus, mas estamos a ganhar à custa de dificuldades econômicas enormes”, afirmou nesta terça-feira.

Depois de ouvir as explicações técnicas na reunião, que foi “extraordinariamente útil”, o líder social-democrata disse que se os portugueses cumprirem as normas legais, “como têm estado a cumprir”, pode “talvez” ser possível “debelar o problema de saúde mais rápido do que se esperava”.

“Quanto melhor para a saúde, pior para a economia e isto é dramático de equilibrar” em Portugal.

Rui Rio, que já tinha prometido apoiar um eventual orçamento retificativo, admitiu agora que será necessário mais um orçamento, mas complementar.

“É impossível não haver um orçamento para retificar… Aliás, é [necessário] um orçamento complementar”, sublinhou, afirmando ainda que, ao ser aprovado o Orçamento do Estado de 2020, “ninguém previa o que viria a acontecer, que é terrível para as finanças públicas”.

E, mais do que dizer que apoia o executivo de António Costa (PS), Rio disse sublinhou que “quem pode contar com o PSD é Portugal”, que tem um Governo democraticamente eleito.

Do ponto de vista de saúde e da resposta à pandemia, Rio defendeu que devem ser feitos mais testes – “quantos mais testes, melhor”.

O líder do PSD admitiu a possibilidade de o estado de emergência, decretado pelo Presidente da República em 18 de março, ser prolongado além da data prevista para terminar, 02 de abril, e a adoção de mais medidas de confinamento de pessoas.

São Paulo

Nesta manhã, os governadores dos estados do Sudeste tiveram uma reunião por videoconferência com o presidente Bolsonaro. Em entrevista coletiva após a reunião, o governador de São Paulo criticou o pronunciamento de Bolsonaro no combate ao coronavírus. João Doria decretou quarentena em São Paulo, e grande parte da população se mantém em casa.

“Decepcionante a postura do Presidente Bolsonaro na reunião que tivemos há pouco com Governadores do Sudeste para tratar sobre o combate ao coronavírus. Levamos as solicitações do Governo de SP e nosso posicionamento sobre a forma como a crise deve ser enfrentada” publicou João Doria.

“Recebi como resposta um ataque descontrolado do Presidente. Ao invés de discutir medidas para salvar vidas, preferiu falar sobre política e eleições. Lamentável e preocupante. Mais do que nunca precisamos de união, serenidade e equilíbrio para proteger vidas e preservar empregos”.

Atualmente, no Brasil o número de mortes decorrentes do novo coronavírus (covid-19) chegou a 46, conforme atualização do Ministério da Saúde, e mais de 2 mil casos de infectados. Portugal apresenta atualmente 43 mortes com coronavírus, e um total de 2.995 casos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend