Embaixador de Portugal termina visita à estados amazônicos

Por Carlos Fino

Divulgação

>> Embaixador português (C), com Governador do Acre, Binho Marques (à direita) e Senador Tião Viana.

O embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Seixas da Costa, acompanhado do Adido de Defesa da Embaixada, Coronel Jorge Santos, terminou nesta quinta 17 de julho, uma visita de três dias aos Estados amazónicos da Rondônia e do Acre.

No dia 15, o diplomata português deslocou-se por via aérea, a convite das Forças Armadas brasileiras, ao Forte Príncipe da Beira, uma antiga estrutura militar datada da segunda metade do século XVIII, situada a 3 mil km da costa, junto à fronteira com a Bolívia. Nessa noite, na capital Porto Velho, teve um jantar organizado pelo comandante da Brigada de Infantaria de Selva, general Luiz Alberto Martins Bringel.

O embaixador português também foi recebido, numa visita de cortesia, pelo governador em exercício do Estado da Rondônia, João Cahulla, tendo visitado o local da próxima construção da barragem no Rio Madeira, uma das mais importantes estruturas hidroeléctricas que o Brasil vai desenvolver nos próximos anos.

Da deslocação ao Forte Príncipe da Beira e dos contatos posteriormente realizados em Porto Velho, resultou um projeto de realização, no mês de novembro, no Centro Cultural do Instituto Camões em Brasília, de uma exposição documental e uma apresentação histórica sobre o forte, uma das mais imponentes obras da arquitetura militar portuguesa no Brasil. O evento poderá contar com a colaboração do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional brasileiro), do governo de Rondônia, de entidades privadas, das autoridades militares da Amazônia e, muito possivelmente, de historiadores militares portugueses e brasileiros.

Ainda no dia 16, Seixas da Costa partiu a capital do Acre, Rio Branco, onde se reuniu com o governador Binho Marques, que estava acompanhado do senador Tião Viana. O interesse das autoridades locais em beneficiarem da experiência portuguesa em matéria de modernização administrativa e atendimento ao cidadão, a possibilidade de cooperação e intercâmbio entre a Universidade Federal do Estado e a Universidade de Coimbra e a eventual ligação do Acre à futura Câmara de Comércio Portugal-Amazonas, a criar em Manaus, foram alguns dos pontos da agenda de trabalhos.

Nessa noite, e depois de ter sido entrevistado na TV local, o embaixador jantou, a convite do governo do Estado, na presença do prefeito de Rio Branco, com dezenas de luso-descendentes e alguns nacionais portugueses residentes no Estado.

A visita terminou na manhã do dia 17, com visitas organizadas à Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), ao Pólo Moveleiro de Rio Branco e à Usina de Arte João Donato. Com esta última, foi analisada a posibilidade de uma cooperação com o setor cultural da Embaixada de Portugal em Brasília, em moldes a concretizar nas próximas semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend