10 Junho: Presidente de Portugal anuncia visita aos Estados Unidos em novembro

O primeiro-ministro, António Costa, tira uma fotografia ao Presidente da Republica, Marcelo Rebelo de Sousa, após assistir ao Festival WaterFire durante o Arraial Português nas comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas em Providence, Rhode Island , Estados Unidos da América, 10 junho 2018. ANDRÉ KOSTERS / LUSA

Mundo Lusíada
Com Lusa

O Presidente português anunciou que vai voltar a visitar os Estados Unidos em novembro próximo, numa deslocação em que incluirá a costa oste norte-americana e zonas com grande presença de portugueses, como Fall River.

Marcelo Rebelo de Sousa falava no final da cerimônia que marcou a abertura das comemorações do Dia de Portugal nos Estados Unidos, durante uma sessão em Boston, no estado norte-americano do Massachusetts, após o discurso do primeiro-ministro, António Costa.

O chefe de Estado, que se deslocará a Washington no final deste mês para uma reunião com o Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou que regressará aos Estados Unidos no mês de novembro.

“Em novembro, estarei com as comunidades portugueses com as quais não me encontrarei agora”, disse, antes de adiantar que visitará nessa altura a costa oeste e a importante comunidade lusa de Fall River, na costa leste.

Marcelo Rebelo de Sousa disse saber que algumas comunidades portuguesas nos Estados Unidos ficaram tristes por não receberem agora na sua visita.

“Desde já prometo que em novembro visitarei as comunidades que não pude visitar agora em junho. Virei à costa oeste, a Fall River, que ficaram agora muito tristes. Mas virei cá em novembro”, acentuou.

Na sua intervenção, o Presidente da República estendeu a todos os órgãos de soberania a mensagem sobre o “orgulho” do país em relação às comunidades portuguesas e adiantou um pouco sobre algumas posições que transmitirá no final deste mês a Donald Trump.

“Ele bem pode agradecer aos portugueses, porque tem aqui uma comunidade que trabalha pelo futuro dos Estados Unidos, que é honesta, trabalhadora, competente e que honra Portugal. Tem amor pelos Estados Unidos mas não esquece a nossa pátria, o nosso querido Portugal”, disse.

No seu discurso, o chefe de Estado referiu-se aos sucessos da seleção nacional de futebol, mas, sobretudo, à forma como os portugueses criaram importantes comunidades em todo o mundo.

“Temos alguns dos melhores nas artes, na ciência, nas empresas, no trabalho e temos o melhor futebolista do mundo”, numa alusão a Cristiano Ronaldo.

Marcelo Rebelo de Sousa galvanizou as largas centenas de emigrantes que o ouviam quando declarou: “Os Estados Unidos são um grande país, mas Portugal ainda é maior”.

Marcelo Rebelo assinalou o 10 de Junho nos Estados Unidos, depois da abertura das comemorações com os portugueses nos Açores.

Além desta viagem, também o primeiro-ministro Antonio Costa admitiu que as próximas comemorações do 10 de Junho podem ocorrer nas comunidades da África.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend