“Vinho Verde Wine Experience” aberto ao público no Museu de Arte Moderna do Rio dias 15 e 16

Por Igor Lopes

Entre os dias 15 e 16 de novembro, o Museu de Arte Moderna (MAM) do Rio de Janeiro vai ser palco do “Vinho Verde Wine Experience”. Durante dois dias, os visitantes poderão provar o vinho português na companhia de renomados enólogos e chefs de cozinha, com direito a assistir a showcookings, masterclasses, aproveitar muita música e contatar com diversos produtores. E essa iniciativa faz sentido, já que, durante a última década, a região dos vinhos verdes aumentou o seu volume de exportação em 135% e, o seu valor, em 160%. A produção média anual de vinho verde é de 80 milhões de litros. No recinto, será possível encontrar mais de 100 rótulos apresentados por 20 dos melhores e mais reconhecidos produtores da região dos Vinhos Verdes.

A nossa reportagem conversou com os responsáveis pelo evento, que comentaram sobre a importância do vinho verde na economia portuguesa, explicaram as motivações do projeto e defenderam a importância de se apostar nessa bebida como forma de promover Portugal.

Como está formatado o evento?

Trata-se de um evento de dois dias, com um caráter bem exclusivo e original. A ideia é proporcionar ao consumidor uma experiência única, descontraída e bem animada, em que possa ter contacto com um vinho absolutamente único no mundo: o Vinho Verde. O visitante vai poder desfrutar de finger food preparada por Ricardo Lapeyre, chef do Laguiole. Serão também disponibilizadas várias Masterclasses e Showcookings, ações asseguradas por reconhecidos profissionais e chefs locais. A animação ficará a cargo de dois DJs, dos quais destacámos o DJ Lucce, que apresentará o seu show a partir das 21h. Até lá, entre as 19h e às 21h, o visitante poderá saborear um cocktail de Vinho Verde no espaço “Sunset Drinks”, criado especialmente para o Vinho Verde Wine Experience. Além de tudo isto, estão preparadas outras surpresas.

Qual é o objetivo do certame?

Apresentar ao público brasileiro um vinho absolutamente único no mundo: o Vinho Verde. Evidenciar o seu perfil premium (complexo, estruturado, com potencial de guarda) e o seu potencial gastronómico, promover a degustação da ampla variedade de rótulos e categorias disponibilizadas pelos produtores e expandir a notoriedade do Vinho Verde e das suas marcas no mercado brasileiro.

Quais adegas e autoridades estarão presentes no Rio de Janeiro?

Estarão presentes 20 dos melhores produtores da Região dos Vinhos Verdes em Portugal: AB Valley Wines, Adega de Monção, Adega Ponte da Barca I Viniverde, Aveleda, Campelo, Enoport Wines, Provam, Quinta da Calçada, Quinta da Lixa, Quinta das Arcas, Quinta de Carapeços, Quinta de Curvos, Quinta de Linhares, Quinta de Santa Cristina, Quintas de Caíz, Quinta do Ameal, Sogrape Vinhos, Vercoope, Vinhos Norte, Vinhos S. Caetano. Haverá ainda a presença de dois representantes da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes.

Por fim, qual é a importância do vinho verde na economia portuguesa?

A atual região dos Vinhos Verdes atravessa todo o nordeste de Portugal, até uma altitude máxima de 700m, na região conhecida como “Entre-Douro-e-Minho”. Tem uma área total de aproximadamente 21 mil hectares de vinhas, o que corresponde a cerca de 15% da área total usada em Portugal para a produção vinícola. A produção de Vinho Verde é uma atividade económica de extrema importância para o nordeste de Portugal, gerando riqueza e assegurando empregos para a comunidade local. Este setor alberga cerca de 18 mil produtores, e estes são responsáveis por cerca de duas mil marcas de vinho diferentes. A produção média anual de vinho é de 80 milhões de litros. O mercado doméstico representou cerca de 55% das vendas em 2017, indo os restantes 45% para mais de 100 mercados de exportação. Durante a última década, a Região aumentou o seu volume de Exportação em 135% e o seu valor em 160%.

Onde podem ser comprados os ingressos?

Os bilhetes poderão ser adquiridos no site https://vinhoverdewineexperience.com.br, onde poderá ser consultada, também, a programação do evento. Note-se que o vinho verde é único no mundo. O frescor vibrante, a elegância, a expressão aromática e gustativa, com destaque para as suas notas frutadas e florais, são as características que definem e diferenciam o Vinho Verde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend