Os mitos e verdades sobre o azeite de oliva

Da Redação

Não é novidade que o azeite de oliva faz bem para a saúde. Porém, ainda existem muitas dúvidas sobre o produto e seu uso. Sempre ligado a uma alimentação saudável, o azeite tem diversas características e muitas delas precisam ser desmitificadas.

Para ajudar o consumidor a esclarecer suas dúvidas, Gallo, marca portuguesa líder em azeites no Brasil, apontou alguns mitos e verdades sobre o produto.

1. O azeite de oliva pode ser usado para fritar?

Pode! O azeite de oliva é a gordura mais estável e resistente a altas temperaturas e é a gordura vegetal mais saudável que existe. Ele não perde suas características de saudabilidade ao ser aquecido.

2. A qualidade do azeite é medida pela acidez? Quanto menor a acidez maior a qualidade?

Não, isso é mito. A acidez é apenas um dos parâmetros de qualidade e não sua determinante.

A acidez não tem cheiro, cor ou sabor e representa a proporção de ácidos graxos livres presentes no azeite. Existem azeites extra virgem com perfis diferentes de sabor, mas com mesmo grau de acidez. Por este motivo o consumidor não deve escolher o azeite pela acidez, mas sim, optar por azeites que são produzidos por empresas renomadas e que já conhecem e confiam, devendo sempre desconfiar da qualidade de produtos com preços muito inferiores.

3. Azeite engorda?

O azeite de oliva é uma gordura saudável, mas assim como todo alimento, deve ser consumido equilibradamente. De acordo com o International Dietary Guidelines, os nutricionistas recomendam consumir, no mínimo, o equivalente a duas colheres de sopa do produto. Dessa forma, é possível aproveitar todos os benefícios que ele proporciona.

Em uma dieta balanceada, por exemplo, deve ser consumido diariamente 15% de proteína, 55% de carboidrato e 30% de gordura e, neste caso, a mais indicada é o azeite pelos benefícios que possui.

4. Quais são os benefícios de consumir o azeite de oliva?

O azeite de oliva é um produto 100% natural, obtido diretamente das azeitonas e seu consumo é importante porque auxilia na diminuição do risco de doenças cardiovasculares e diabetes mellitus, contribuiu para a prevenção de oxidações celulares e de doenças cognitivas relacionadas à idade, ajuda a combater a perda óssea, entre outros.

5. O azeite em vidro claro estraga? O envasado em vidro escuro é melhor?

A exposição direta do azeite à luz causa degradação dos ácidos graxos e demais componentes antioxidantes encontrados no produto, além de afetar seu sabor e aroma. Por este motivo, Gallo foi a primeira a trazer para o mercado o azeite em vidro escuro. Hoje 75% de toda a produção do azeite Gallo é em garrafas escuras e 25% em latas. Porém, não é somente o efeito da luz que oxida e degrada o azeite, o contato direto com o calor e ar também prejudicam a sua qualidade. Por isso, não é recomendado deixar o azeite aberto e nem próximo a fontes de calor.

6. Qual é a azeite mais saudável, tipo único ou extra virgem?

Ambos os azeites são saudáveis e 100% naturais, resultantes unicamente do suco da azeitona. Para ajudar o consumidor, Gallo determina sua linha básica através das intensidades de sabor que inicia com o Azeite de Oliva Tipo Único, que tem sabor e aroma mais sutis, passando pelo Azeite Suave e Clássico, com sabores e aromas medianos e, por fim, chegando no Reserva com sabores e aromas mais intensos.

O Tipo Único é ideal para frituras e refogas. Já o Azeite Extra Virgem é recomendado para e finalizações, podendo também ser utilizado para os preparos do dia a dia. A recomendação é experimentar e escolher qual sabor mais agrada o paladar e melhor combina com a receita.

O azeite de cor verde é melhor do que o dourado?
A coloração do azeite depende do processo de maturação da azeitona utilizada em sua produção. Quanto mais nova é a azeitona, mais verde será o azeite e quanto mais madura, mais amarelado, ou dourado será. A cor alaranjada é proveniente de uma azeitona de baixa qualidade ou quando o azeite fica em contato com luz ou calor.

8. Azeite tem conservantes?

Não. O azeite não contém conservantes, ele é um produto 100% natural, feito somente do suco da azeitona.

9. Azeite tem prazo de validade?

Gallo estipulou 18 meses de validade para seus azeites. Durante este período e desde que conservado adequadamente, como por exemplo: em local seco, longe de fonte de calor e devidamente fechado, as qualidades dos azeites se mantêm. Após esses meses, a ingestão do produto não fará mal para a saúde, mas perderá sabor e aroma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend