ONU leva Programa Cozinha Brasil à América Latina e África

Parceria entre agência da ONU e Sesi vai adaptar projeto brasileiro para outras nações; iniciativa busca reduzir o desperdício de comida.
Por Leda Letra
Rádio ONU em Nova York

José Graziano da Silva, FAO e Jair Meneguelli, Sesi. Foto: FAO

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, acaba de assinar uma parceria com o Serviço Social da Indústria, Sesi.
Por meio do acordo, a FAO vai levar o Programa Cozinha Brasil para países da América Latina e Caribe e também para a África. A FAO considera o projeto de educação alimentar brasileiro “um sucesso.”

A ideia é melhorar a nutrição nos lares e reduzir o desperdício de comida. Criado em 2008, o Programa Cozinha Brasil do Sesi ensina como preparar refeições nutritivas e baratas, e ao mesmo tempo, evitar a perda de alimentos na cozinha.

Segundo a FAO, o alvo do projeto são lares pobres e vulneráveis. Os participantes aprendem como usar todas as partes dos alimentos, sem simplesmente jogar fora caules, sementes e folhas.

Em cozinhas movéis, nutricionistas e chefs ensinam receitas que além de serem nutritivas, também respeitam paladares e preferências regionais.

Culturas
Ao assinar o acordo, o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva, afirmou que “por ano, 1,3 bilhão de toneladas de comida são desperdiçadas”. Ele defendeu que “com a promoção de educação alimentar, é possível reduzir perdas e melhorar dietas.”

Já o presidente do Conselho Nacional do Sesi, Jair Meneguelli, disse estar “confiante” de que “com a ajuda da FAO”, o Programa Cozinha Brasil “pode ser adaptado para culturas e contextos locais e terá um impacto positivo na vida das pessoas.”

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: