Comissão vitivinícola quer vinhos do Algarve nos restaurantes da região

Da Redação
Com Lusa

A Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA) quer promover uma maior presença dos vinhos algarvios nas cartas dos restaurantes e hotéis da região, onde a produção tem aumentado nos últimos anos.

Em declarações à Lusa, à margem da sessão de apresentação da nova imagem da marca Vinhos do Algarve, que decorreu em Portimão, Sara Silva afirmou que o objetivo da estratégia de comunicação agora lançada é “ultrapassar a ideia que muitas pessoas ainda têm de que não há vinho na região”.

Segundo aquela dirigente, “há vinho de qualidade no Algarve”, mas é importante “criar momentos de contacto entre as duas partes”, ou seja, os produtores e os empresários do setor da restauração e da hotelaria.

A promoção dos vinhos algarvios conta com um investimento reforçado de cerca de 120 mil euros para os próximos dois anos, embora, nos últimos anos, mesmo com “um orçamento reduzido” tenham sido feitas ações de promoção em feiras internacionais.

No entanto, frisou Sara Silva, a atual aposta da direção é o “mercado regional”, já que o volume de produção não permite, por enquanto, uma quantidade suficiente “para exportação”.

A dirigente justificou a aposta com o “enorme potencial” de escoamento da produção através da hotelaria da região, solução que começou a ser explorada por alguns produtores e a comissão.

O objetivo, realçou, é ajudar “a criar momentos de contacto” e potenciais negócios entre “quem produz e o canal HoReCa [hotéis, restaurantes e cafés]”.

Sara Silva admitiu que a oferta turística regional “ainda não aderiu aos vinhos algarvios” e a quem a CVA pretende mostrar que “há uma aposta na qualidade” e que os vinhos “devem ser apresentados e consumidos” na hotelaria e restauração da região.

“Sentimos essa falha, ainda não conseguimos chegar a todo o lado. Tem sido feito um trabalho notório no reconhecimento dos vinhos do Algarve, mas ainda há um caminho a percorrer na valorização dessa qualidade e da variedade dos produtos”, destacou.

A questão do preço dos vinhos algarvios, em relação a outros de outras regiões, chegou a ser apontada como um dos entraves à sua comercialização, mas é uma situação que “já não se coloca”, sublinhou Sara Silva, notando que “há vinhos com preços acessíveis e com boa qualidade”.

A estratégia de promoção envolve ações dirigidas ao mercado do turismo, nacional e internacional, em parceria com a Região do Turismo do Algarve, nomeadamente, em feiras, postos de turismo e no aeroporto de Faro.

“Há que aproveitar o facto de estarmos na região de excelência do turismo no país e os milhões de turistas, ao longo e todo o ano, para promover os produtos e oferecer e até um oferta na área do enoturismo”, concluiu.

Os Vinhos do Algarve têm registado um aumento de produção, contando atualmente com cerca de 300 referências, nas várias marcas da região, sendo que a campanha 2018/2019 totalizou mais de 1,3 milhões de garrafas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend