Chef português lança livro de receitas “Sabor de Timor”

Chef Luís Simões em Dili. Foto João Galamba de Oliveira.

Da Redação
Com Lusa

Recuperar receitas e sabores autênticos de Timor-Leste é o desafio do cozinheiro português Luís Simões, que pretende contribuir para “criar uma genuína gastronomia timorense” com o livro “Sabor de Timor”, que será lançado quarta-feira em Lisboa.

A trabalhar há cinco anos em Timor-Leste, Luís Simões constatou que a cozinha quotidiana timorense é muito influenciada pelas gastronomias indonésia e portuguesa.

No livro “Sabor de Timor – Um Tributo à Cozinha de Timor-Leste”, escrito em português e tétum, o ‘chef’ procurou “regressar às origens, criando ou recriando pratos que constituem uma aposta na valorização das bases ou origens da cultura gastronômica endógena de Timor-Leste, através da utilização preponderante (e muitas vezes exclusiva) de produtos e ingredientes locais”, refere, na introdução.

“É um grande passo para criar uma genuína gastronomia timorense, com base nos ingredientes e com sabor de Timor”, disse Luís Simões à Lusa.

São exemplos destes produtos o coco, utilizado em pratos doces ou salgados, sob a forma de leite, óleo ou ralado, mas também o gengibre; o café Timor, “uma das bebidas mais consumidas e apreciadas” naquele país; as limas; as bananas, “nas suas múltiplas variedades”, e as malaguetas.

Mais do que fazer uma recolha de receitas tradicionais, Luís Simões procurou utilizar o “passado e a tradição” como “referência para recriar, reinventar e descobrir novas e improváveis combinações de cores, fragrâncias e sabores que projetem para o mundo a imagem de um povo conhecedor e respeitador do legado cultural e gastronómico dos seus ancestrais, mas também suficientemente arrojado para experimentar e inovar, num mundo cada vez mais ávido de novidade e de descobertas”.

O livro propõe receitas de pratos de carne, peixe, vegetarianos e sobremesas, sem esquecer sumos e chás gelados, que “ajudam os viajantes mais desprevenidos para as inclemências do calor a desfrutar, de forma prazerosa, do muito que Timor-Leste tem para oferecer a quem o visita”.

O ‘chef’ procura promover uma alimentação mais saudável, uma tarefa em que também se tem empenhado no programa de culinária “Sabor a Timor”, que apresenta desde 2017 na primeira estação de televisão privada de Timor-Leste, a GMN Tv.

Contrariar o recurso sistemático à fritura dos alimentos como forma de confeção, recusar a utilização frequente de intensificadores de sabor, como o ‘masako’, sempre presente nas cozinhas timorenses, e diminuir o consumo excessivo de açúcares e adoçantes são preocupações presentes nas receitas que Luís Simões preparou.

O livro conta com um prefácio de Xanana Gusmão, antigo Presidente e primeiro-ministro de Timor-Leste, que alerta para a necessidade de não se deixar perder a cozinha ancestral.

“Ao longo dos séculos a gastronomia no território foi-se também ela ajustando às circunstâncias naturais, às influências externas, à conjuntura social… Não obstante, há um fio condutor que nos permite, ainda, lá bem de longe, ouvir o murmurar de receitas e preceitos antigos (… ) A condição rural e ancestral de muitas das nossas comunidades permitiu que essas tradições nos chegassem tão intactas quanto possível”, afirma Xanana Gusmão.

O histórico líder timorense avisa: “Não há, por isso, tempo a perder. Num tempo novo como este, em que a comunicação e a circulação se começa a fazer à velocidade de outras culturas mais urbanas, há um risco objetivo de que tesouros culturais deste tipo se percam, por falta de prática, de partilha, pela perda da antiga contemplação que permitia apreciar e valorizar a cozinha demorada e apurada dos avós”.

“Todos os povos têm as suas tradições gastronômicas e Timor-Leste, claro, não é exceção. Desde sempre que as famílias se juntam em torno do conforto do lume, onde algum tipo de alimento é preparado para partilhar entre todos”, refere.

E, em Timor-Leste, “o arroz chega sempre para mais alguém”, até porque “poucos povos serão tão generosos quanto o povo de Timor-Leste quando chega a hora da refeição”, garante Xanana Gusmão.

Esta é a segunda obra de Luís Simões, de 28 anos, que há dois anos lançou “Sabores da Lusofonia”.

O livro “Sabor de Timor” é apresentado esta quarta-feira, em Lisboa, no Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, seguindo-se apresentações na Praia de Mira, de onde o autor é natural, no dia 08 de junho; no Porto, na Associação Tane Timor, no dia 10; na Escola de Hotelaria de Coimbra, no dia 11, e na Biblioteca Municipal de Ponte de Vagos, no dia 12.

O lançamento em Timor deverá acontecer no início do julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend