Aumenta procura por vinhos portugueses no Brasil

Por Igor Lopes

A exportação de vinhos portugueses para o Brasil cresceu 16% no último ano. É o que aponta um levantamento da instituição ViniPortugal, com sede em Lisboa. De acordo com essa mesma entidade, hoje, o Brasil ocupa a quarta posição no ranking de destinos das exportações portuguesas de vinho, sendo o Alentejo a região lusitana que mais fornece a bebida para esse país irmão.

O impacto da comercialização desses vinhos no Brasil está a animar e a gerar novas expectativas no setor vitivinícola em Portugal.

“As exportações de vinhos portugueses para o Brasil atingiram os 51,4 milhões de euros, dos quais cerca de 90% constituíram vinhos tranquilos ou de mesa e, dentro destes, 80% eram vinhos certificados. Este valor traduziu um crescimento de cerca de 16% colocando o Brasil como quarto destino das exportações portuguesas de vinho. A região que mais exportou foi o Alentejo cuja quota terá rondado os 32% em valor. Aliás o Brasil é o primeiro destino dos vinhos alentejanos”, comentou Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, que revelou que o mercado brasileiro conta atualmente com cerca de dois mil rótulos portugueses de vinhos disponíveis para os consumidores, “considerando vinhos brancos, tintos e rosados, espumantes, de mesa e licorosos”.

Ainda segundo esse responsável, este ano a entidade que preside tem como meta aumentar a participação das exportações de vinhos portugueses no Brasil.

“No Brasil, em 2018, Portugal colocou-se como terceiro fornecedor atrás do Chile e da Argentina. Se a posição do Chile é claramente destacada já a da Argentina tem vindo a ganhar distância face às nossas exportações, sendo mesmo a nossa ambição ocupar, em 2019, o segundo lugar. Seguem-se em quarto e quinto lugares a Itália e a França a alguma distância de Portugal. As exportações de Portugal para os restantes países da América do Sul não têm qualquer expressão. No entanto, a ViniPortugal arrancou neste ano de 2019 com um pequeno Plano de Promoção no México, esperando beneficiar de um expectável crescimento de consumo de vinho neste mercado”, frisou Monteiro.

Vinhos de Portugal atraiu amantes da enologia no Brasil

O Rio de Janeiro foi palco, entre os dias 31 de maio e 2 de junho, da sexta edição do evento Vinhos de Portugal, que reuniu 80 produtores portugueses e mais de 600 rótulos para degustação, provas de vinhos especiais, cursos e harmonizações. O espaço do CasaShopping, no bairro da Barra da Tijuca, Zona Oeste carioca, recebeu centenas de visitantes.

O encontro ficou marcado pela estreia de novas possibilidades no campo da enologia. O público teve a oportunidade de degustar, pela primeira vez no Rio, o icônico Pêra Manca com o enólogo Pedro Baptista da Adega Cartuxa. Foi este famoso vinho da região de Évora que Pedro Álvares Cabral transportou em suas naus na expedição de descobrimento do Brasil.

Presença em São Paulo

O Vinhos de Portugal esteve ainda em São Paulo, entre os dias 7 e 9 de junho, no shopping JK Iguatemi. Na capital paulista, o evento alcançou a sua terceira edição e contou com a presença do vinho Barca Velha, apresentado pelo enólogo Luís Sottomayor. Esse é considerado um dos mais célebres vinhos portugueses, tendo sido o primeiro a receber a pontuação máxima (100 pontos) na avaliação da revista americana Wine Enthusiast.

Outra novidade, que foi apresentada tanto no Rio como em São Paulo, foi o Vinhos COM, um palco com conversas entre especialistas e mini concertos de artistas portugueses e brasileiros como Adriana Calcanhotto, Tiago Bettencourt e Márcia.

Em ambas as cidades, o evento foi promovido pelos jornais O Globo, Público e Valor Económico, em parceria com o Vinhos de Portugal e apoio do Instituto do Vinho do Douro e Porto, Comissão Vitivinícola do Alentejo, Comissão Vitivinícola do Dão e TAP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend