Testes Covid-19 deixam de ser obrigatórios no futebol português

Da Redação
Com Lusa

A Direção-Geral da Saúde definiu as normas para a retoma das competições portuguesas, estratificando as modalidades em alto, médio e baixo risco.

Os testes para Covid-19, que os clubes de futebol da I Liga realizaram desde a retoma da competição, deixam de ser obrigatórios. A revisão da norma consta do documento publicado, esta terça-feira, pela Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre o regresso do desporto em Portugal.

A DGS estratificou as modalidades em três patamares de risco de contágio pelo novo coronavírus em alto risco, médio risco e baixo risco.

O futebol é considerado modalidade de médio risco, ficando inserido no lote de desportos sem necessidade de teste, sempre que se trate de competições entre equipas de zona(s) sem transmissão comunitária.

Em casos de competições entre equipas de zona(s) com transmissão comunitária, é exigido um teste aleatório 48 horas antes da competição, como aconteceu nas dez jornadas finais da I Liga, na temporada passada.

As entidades promotoras de cada competição devem elaborar um Regulamento Específico, que deve constituir um complemento ao Plano de Contingência próprio para a Covid-19, que os clubes da I Liga implementaram na retoma do futebol.

Os clubes têm de respeitar as exigência da DGS, que se mantêm, no que diz respeito à redução e proteção do risco de contágio.

Garantir todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) necessários aos funcionários e colaboradores, bem como a sua correta utilização; respeito pelas regras de etiqueta respiratória; a existência de circuitos definidos e, sempre que possível evitar o cruzamento entre pessoas; limpeza e desinfeção de todos os espaços, materiais e equipamentos utilizados no decorrer da prática desportiva; boa ventilação dos espaços.

Estas são, entre outras, algumas medidas que já constavam do documento anterior. A DGS mantém, igualmente, a obrigatoriedade de todos os praticantes e equipes técnicas assinarem um Código de Conduta/Termo de Responsabilidade, no qual é assumido o compromisso pelo cumprimento das medidas de prevenção e controlo da infeção pelo novo coronavírus.

Neste dia 25, Portugal registra mais quatro mortes relacionadas com a covid-19 e 192 novos casos confirmados de infeção nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da DGS.

De acordo com o boletim da DGS, desde o início da pandemia até hoje, registraram-se 55.912 casos de infeção e 1.805 mortes.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que registrou mais novos casos nas últimas 24 horas, com 116 infecções confirmadas, contabilizando 28.932 casos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: