Portuguesa luta até o fim, mas perde do São Paulo no Canindé

Por José Cunha,Para o Mundo Lusíada Online

José Cunha

>> Jogador Jonas, autor de 2 gols, durante a partida contra o São Paulo no Canindé.

A Portuguesa lutou até o último minuto de jogo, foi melhor durante toda a partida, mas não conseguiu segurar o líder São Paulo no Canindé.

Jogando para um público de mais de 19 mil pessoas Portuguesa e São Paulo fizeram um jogo digno de um grande clássico. Os dois times lutavam por objetivos distintos, mas parecia que era a Portuguesa que brigava para ser campeã e o São Paulo atuava para sair da zona do rebaixamento.

Mas no início quem tomou a iniciativa do jogo foi o São Paulo que abriu o marcador após um rebote do goleiro Gottardi que Borges empurrou para o gol aos 9 minutos. Após o gol a Portuguesa conseguiu controlar o jogo e passou a colocar seu plano tático em jogo. Com Preto e Gavilán se revezando pela ala direita a equipe do Canindé passou a criar as melhores jogadas de gol que não foram aproveitadas por Jonas e Edno respectivamente. Mas de tanto tentar aos 42 minutos Jonas recebeu de Preto na entrada da área, driblou André Dias e bateu forte rasteiro no canto direito de Rogério Ceni deixando tudo igual. Mas não deu nem tempo da Torcida Lusa comemorar, quatro minutos depois Rogério ceni lançou, a zaga Lusa não conseguiu cortar e a bola sobrou limpa Borges desempatar a partida.

No segundo tempo o panorama do jogo não se alterou. A Portuguesa seguia em busca da reação e o São Paulo só atacava nos contra-ataques. Com a entrada de Wilton Goiano no lugar de Gavilán a Portuguesa ganhou mais força no ataque pela ala direita passando Preto para o meio de campo. O São Paulo, quando atacava, teve uma chance com Dagoberto que o goleiro Gottardi impediu a conclusão da jogada em lance que os são-paulinos pediram pênalti ignorado pelo árbitro da partida.

Com a entrada de Héverton em lugar de Halisson a Portuguesa foi para o tudo ou nada. Na sua primeira participação, Héverton fez linda jogada pela direita e cruzou para a área, Edno que entrava pelo meio não conseguiu concluir a jogada em gol. Aos 28 minutos após jogada de Preto pela direita Jonas concluiu de cabeça deixando tudo igual no Canindé. Após o gol o técnico Estevam Soares tirou Fellype Gabriel e colocou o zagueiro Aderaldo para garantir o resultado. A tática quase deu certo, mas em um escanteio aos 43 minutos Borges colocou novamente o São Paulo em vantagem. Logo após, aos 46 Edno recebeu lançamento, driblou Rogério Ceni e tocou a bola para o gol, ela caprichosamente bateu no travessão e voltou para o campo de jogo. Final no Canindé, Portuguesa 2 x 3 São Paulo.

PORTUGUESA 2 X 3 SÃO PAULO Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)Data: 8 de novembro de 2008, sábadoHorário: 18h30 (de Brasília) Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP) Assistentes: Edmilson Corona (Fifa-SP) e Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) Cartões amarelos: Bruno Rodrigo, Gavíllan, Jonas, Raí, Wilton Goiano, Héverton (Portuguesa), André Dias (São Paulo)Renda: R$ 507.680,00Público: 19.744 pagantes

GOLS:PORTUGUESA: Jonas, aos 42 minutos do primeiro tempo, Jonas, aos 28 minutos do segundo tempoSÃO PAULO: Borges, aos nove e aos 46 minutos do primeiro tempo, Zé Luis, aos 43 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA: Gottardi, Halisson (Héverton), Bruno Rodrigo e Erick, Gavilán (Wilton Goiano), Rai, Preto, Fellype Gabriel (Aderaldo) e Athirson; Jonas e EdnoTécnico: Estevam Soares

SÃO PAULO: Rogério Ceni; André Dias, Rodrigo e Miranda; Joilson (Éder Luís), Zé Luis, Jean, Hernanes e Jorge Wagner; Dagoberto (Richarlyson) e BorgesTécnico: Muricy Ramalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend