Flamengo domina premiação do Campeonato Brasileiro

Da redação
Com EBC

No final da noite desta segunda-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) promoveu, na região portuária do Rio de Janeiro, o Prêmio Brasileirão 2019, festa de celebração dos destaques do futebol brasileiro.

Em um ano no qual o Flamengo conquistou o título em uma campanha em que quebrou vários recordes, a equipe rubro negra foi a mais premiada da noite.

Na eleição realizada por jornalistas, técnicos da competição e capitães foi definido o time ideal da Série A, com 9 jogadores do rubro negro: Santos (Athletico-PR), Rafinha (Flamengo), Rodrigo Caio (Flamengo), Pablo Marí (Flamengo) e Filipe Luis (Flamengo); Bruno Guimarães (Athletico-PR), Gerson (Flamengo), Everton Ribeiro (Flamengo) e De Arrascaeta (Flamengo); Bruno Henrique (Flamengo) e Gabigol (Flamengo).

Na chegada ao evento, o presidente Rodolfo Landim falou sobre a temporada de 2019 do clube.

“O ano foi muito bom para o Flamengo. Disputamos vários campeonatos, ganhamos o Carioca que foi um passo importante, o Brasileiro e a Libertadores. Isso foi fruto de uma determinação muito grande e de que queríamos ganhar todas as competições. Falamos claramente que não iríamos abrir mão de nenhuma competição, que procuramos trabalhar com o elenco que a gente tinha, sem priorizar nenhum torneio. Acabamos tendo sucesso com a estratégia que montamos. Foi um ano espetacular e ainda não acabou. Quem sabe não tem uma surpresa para nós. Chegar no topo é um desafio muito grande, mas se manter é ainda maior. Não temos dúvida de que o fato de o Flamengo ter se diferenciado esse ano vai fazer com que as outras equipes trabalhem mais e tentem diminuir a distância” afirmou o mandatário.

Na celebração também foi apresentada a seleção do Campeonato Brasileiro Feminino na Série A1. A equipe foi formada por: Luciana (Ferroviária); Fabiana (Internacional), Pardal (Corinthians), Érika (Corinthians) e Tamires (Corinthians); Aline Milene (Ferroviária), Maglia (Ferroviária), Gabi Zanotti (Corinthians) e Victoria (Corinthians); Millene (Corinthians) e Glaucia (Santos).

A festa também apresentou os destaques individuais, começando com os artilheiros da competição masculina, Gabigol (Flamengo) com 25 gols, e do torneio feminino, Millene (Corinthians) com 19 gols.

Os prêmios de gol mais bonito, escolhidos por internautas, foram para Tamires (Corinthians), feminino, e para o uruguaio De Arrascaeta (Flamengo), masculino.

Já os prêmios de craque da galera foram para dois atletas do Flamengo, Larissa, entre as mulheres, e Everton Ribeiro, entre os homens.

O português Jorge Jesus (Flamengo) e Tatiele Silveira (Ferroviária) foram escolhidos os melhores técnicos do ano.

Além disso, foram apontados as revelações do Brasileiro, Victoria (Corinthians), no feminino, e Michael (Goiás), masculino.

Já os craques da competição foram Millene (Corinthians), entre as mulheres, e Bruno Henrique (Flamengo), entre os homens.

O Mister

Com uma campanha impressionante, o “Mister”, como é chamado carinhosamente pela Nação Rubro-Negra, conquistou a Libertadores e o Campeonato Brasileiro, este último que não vinha para o clube há dez anos, na mesma temporada.

Estes feitos fizeram com que o português fosse eleito o melhor técnico do Brasileirão 2019 e o prêmio veio das mãos da lenda Zagallo. Jorge Jesus é o segundo técnico estrangeiro a conquistar a competição. Ele repete o feito de Carlos Volante, campeão com o Bahia em 1959. No atual formato, de pontos corridos, o português é o único “gringo” a levantar o troféu mais cobiçado do futebol brasileiro. O êxito é motivo de muito orgulho para o treinador.

Jorge Jesus foi jogador de futebol por 17 anos e atuou por clubes do seu país de origem. Mas foi como treinador que o português começou a aparecer para o mundo. O profissional está em atividade na função desde 1989 e tem passagens marcantes por Belenenses, Benfica, Braga e Sporting. Antes de vir ao Flamengo, o primeiro clube que trabalhou na América do Sul, comandou o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

A campanha de Jorge Jesus pelo Flamengo tem números impressionantes. O time bateu o recorde de pontos no formato atual do Campeonato Brasileiro, com 90 somados. O clube também tem o ataque mais positivo em uma edição na era dos pontos corridos, desde que a competição passou a ter 20 clubes, em 2006, com 86 tentos marcados.

“Esse grupo vai ficar para a história do Flamengo. Não tenho dúvida. Quando eu estiver lá no céu, vão falar de Jesus” disse o Mister.

Jorge Jesus também venceu dia 09 o prêmio “Bola de Prata” da ESPN Brasil, que aconteceu em São Paulo, para melhor treinador, sendo o primeiro estrangeiro a vencer a categoria.

“O troféu faz parte da estrutura do Flamengo, que tem um grupo de jogadores sensacionais e apaixonados pelo que fazem. Quero dar parabéns aos nossos adversários. O Flamengo é o vencedor, mas tivemos rivais que nos obrigaram a ter um empenho muito grande”, realçou Jorge Jesus após receber o prêmio das mãos do histórico treinador brasileiro Joel Santana.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: