Euro2020: Portugal vence Luxemburgo e reforça segundo lugar do Grupo B

Da Redação
Com Lusa

A seleção portuguesa de futebol reforçou nesta sexta-feira o segundo lugar do Grupo B de apuramento para o Euro2020, que vale um lugar na fase final, ao bater o Luxemburgo por 3-0, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Bernardo Silva, aos 16 minutos, e Cristiano Ronaldo, aos 65, e Gonçalo Guedes, aos 89, marcaram os tentos da formação das ‘quinas’, que soma 11 pontos (cinco jogos), contra 16 da líder Ucrânia (seis), que bateu em casa a Lituânia por 2-0, e sete da Sérvia (cinco), terceira.

Portugal, o detentor do título, pode garantir na segunda-feira o apuramento para a sua oitava fase final de um Europeu e sétima consecutiva, desde 1996, caso vença na Ucrânia e a Sérvia não triunfe na Lituânia.

Rumo ao 100

O português Cristiano Ronaldo deu assim mais um ‘passo’ rumo aos 100 gols pela seleção portuguesa de futebol, ao apontar o 94.º na recepção ao Luxemburgo (3-0).

Num dia em que chegou aos 705 tentos na carreira, desde que passou a profissional no Sporting em 2002/03, Ronaldo colocou-se a seis tentos do centenário e a 15 do melhor marcador por seleções, o iraniano Ali Daei, autor de 109.

Depois de ter ficado em ‘branco’ na final da Liga das Nações (1-0 face à Holanda), no jogo que fechou 2018/19, Ronaldo marcou nos três jogos da formação lusa na presente temporada, num total de seis golos, em apenas três jogos.

O jogador da Juventus marcou um tento na Servia, num triunfo por 4-2, logrou um ‘póquer’ na Lituânia, numa goleada por 5-1, e hoje, em Alvalade, voltou a ‘faturar’, aos 65 minutos, o 2-0 luso, na sua 161.ª internacionalização ‘AA’.

Desde 2016/17, o ‘capitão’ da seleção lusa, de 34 anos, tem média de mais do que um tento por encontro, já que totaliza 33 golos, em 28 encontros.

Face aos luxemburgueses, Cristiano Ronaldo soma agora quatro golos, em sete jogos, para um total de 39 tentos, em 47 jogos, face a equipas que nunca atingiram a fase final de um Mundial.

Com o tento de agora, Ronaldo reforçou também o estatuto de melhor marcador de seleções europeias e em jogos do Europeu (35), liderando também em qualificação (26).

Em fases finais, o português, único que já marcou em quatro edições (dois em 2004, um em 2008, três em 2012 e três em 2016), está igualado na frente com o francês Michel Platini (nove, só em 1984). Só precisa de um gol em 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend