Brasil busca 1º lugar geral nos Jogos Parapan-Americanos

Da Redação
Com EBC

Lima, no Peru, recebe a partir da próxima sexta-feira (23) a 6ª edição dos Jogos Parapan-Americanos. Nas cinco edições anteriores do evento, o Brasil teve uma excelente participação, ocupando sempre a segunda ou a primeira posição da classificação geral. Em 2019, a meta do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) é o primeiro lugar.

Segundo o CPB, a história do esporte para pessoas com deficiência no âmbito pan-americano começou em 1967. Neste ano, na cidade de Winnipeg, no Canadá, foi organizada uma competição de modalidades esportivas para atletas cadeirantes. Seis países foram representados no evento.

Até o ano de 1995, nove competições desta natureza foram organizadas. Uma espécie de ensaio dos Jogos Parapan-Americanos, que tiveram sua primeira edição oficial no ano de 1999 na Cidade do México.

Naquela oportunidade o evento recebeu a chancela do Comitê Paralímpico Internacional (IPC) e contou com atletas em quatro modalidades com diferentes tipos de deficiência. Desde então, a cada edição do Parapan há o acréscimo de novas modalidades no programa. Os Jogos de 2019 terão a estreia do parabadminton, do parataekwondo e do tiro esportivo, chegando ao total de 17 esportes.

Consequentemente, com o decorrer do tempo há um acréscimo de países e atletas participantes. Com isso, os Jogos de Lima serão os maiores da história, com 33 países sendo representados por 1.890 atletas.

Brasil nos Jogos
O Brasil chega ao Parapan com um ótimo retrospecto. Nas últimas três edições do evento o Brasil garantiu a liderança no quadro geral de medalhas. No Rio de Janeiro, em 2007, foram 228 medalhas, sendo 83 ouros, 68 pratas e 77 bronzes. Em Guadalajara, em 2011, o Brasil alcançou 197 medalhas, com 81 ouros, 61 pratas e 55 bronzes. E em Toronto, em 2015, a delegação brasileira fez sua melhor campanha, com 257 medalhas, sendo 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

Nas duas participações restantes do Brasil no evento o país alcançou a segunda posição geral no quadro de medalhas: Com 179 medalhas na Cidade do México, em 1999, e 165 medalhas em Mar del Plata, em 2003. Considerando todas as edições do Parapan o Brasil conquistou 1.026 medalhas, 445 de ouro, 310 de prata e 271 de bronze.

Alvo para Lima
Segundo o CPB, o Parapan de Lima é a reta final da preparação para a próxima edição dos Jogos Paralímpicos, que acontecem em 2020 em Tóquio. Esta percepção fica ainda mais forte quando se considera que estarão em disputa 30 vagas para os Jogos que acontecem em solo japonês.

Para alcançar a ousada meta de garantir mais uma vez a primeira posição da classificação geral a delegação brasileira contará com 513 pessoas, entre atletas, guias, calheiros e pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend