TAP investe um milhão de euros em campanha de publicidade

Luiz Gama Mór, vice-presidente da TAP, anunciou um novo sistema diferenciado de tarifas, com cinco segmentos, sendo quatro dentro da classe econômica.

Da Redação

Inácio Rosa/Lusa Portugal

>> O Vice-Presidente do Conselho de Administração da TAP, Luís Mor, durante a apresentação das novas iniciativas da empresa à Comunicação Social, 07 de Maio de 2008.

A tranportadora aérea portuguesa TAP vai investir um milhão de euros numa campanha publicitária para promover um novo sistema tarifário, com cinco segmentos.

A partir de 1 de julho, os clientes que quiserem adquirir um bilhete TAP poderão escolher cinco novas tarifas: a TAP Executive, para o segmento mais alto, a TAP Plus, dentro da econômica mas melhorada, a TAP Classic, que é o denominado preço normal e o TAP Basic, uma tarifa promocional.

A empresa irá lançar também, em determinados períodos, o TAP Discount, com preços baixos, para o médio curso.

O anúncio foi feito na quarta-feira 7 de maio, em Lisboa, pelo vice-presidente da companhia, Luiz Gama Mór. "Queremos aumentar a nossa quota de mercado e claro aumentar as receitas", disse o vice-presidente da transportadora."Prevemos aumentar as receitas no segmento mais alto e aumentar o volume no segmento mais baixo"

De acordo com a imprensa portuguesa, a TAP deverá também aumentar o preço da taxa de combustível, devido ao agravamento do custo dos combustíveis.

A empresa não divulgou valores concretos para este novo aumento, destacando apenas que a atualização acontecerá "ainda antes do Verão", que, na Europa, começa em agosto.

O último aumento foi feito em janeiro, também devido à subida dos preços dos combustíveis.

Na Brasil, a Petrobras anunciou o aumento do preço do querosene para aviação (QAV) em 6,08%, em vigor desde o dia 01 de maio. Com a alta, o QAV passou a acumular um reajuste de 19,5% ao longo de 2008.

Em abril, o preço do QAV já havia subido 10,4%, mas em março o reajuste foi negativo em 0,2%. Em todo o ano passado o aumento do QAV, foi de 12 %. O QAV responde por cerca de 35% dos custos das empresas aéreas.

O preço do QAV é reajustado mensalmente, para cima ou para baixo, pela Petrobras, com base no comportamento do dólar, do preço do barril do petróleo no mercado externo, mas também tendo como parâmetro o custo do produto vendido pelos principais concorrentes, dentro e fora do país. Com Portugal Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend