Preços das casas em Portugal abrandam mas mantêm subidas perto dos 15%

Da Redação
Com Lusa

O preço de venda das casas em Portugal Continental abrandou ligeiramente em termos homólogos para 14,7% no terceiro trimestre deste ano, confirmando a tendência de suavização do crescimento observado no trimestre anterior, revela o Confidencial Imobiliário.

De acordo com o índice de preços residenciais elaborado pela Confidencial Imobiliário para Portugal, “no 2.º trimestre, a subida homóloga dos preços fixou-se em 14,8%, um nível elevado, mas que recuou 1,1 pontos percentuais face ao pico de 15,9% atingido no final do 1.º trimestre de 2019”.

O índice de preços da Confidencial Imobiliário, é um indicador que acompanha a evolução do comportamento dos preços de habitação com base nas transações de venda.

Em termos trimestrais, no final de setembro assiste-se também a uma “perda de intensidade” na subida do preço de venda das casas.

No terceiro trimestre registrou-se um aumento de 3,2%, sete décimas abaixo dos 3,9% registrados no 2.º trimestre.

O comunicado refere ainda que “não obstante a suavização trazida no 3.º trimestre, quer a subida homóloga, quer a trimestral, estão em linha com os níveis de crescimento que marcam o forte ciclo de valorização da habitação nos últimos dois anos”.

Neste período, que consolida a recuperação do mercado residencial, o preço de venda das casas tem vindo a subir, quase sempre, em torno dos 15% em termos homólogos e acima dos 3% em termos trimestrais.

O Confidencial Imobiliário explica ainda que a evolução dos preços ao longo destes últimos dois anos foi de tal forma expressiva que se em setembro de 2017 o mercado ainda não tinha recuperado das perdas do período da crise (de 2007 a meados de 2013), um ano mais tarde, em setembro de 2018, os preços já estavam 10,6% acima dos níveis pré-crise (2007).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend