OCDE diz que expansão global continua a perder força

Da Redação
Com Lusa

A OCDE reviu em baixa a sua previsão de crescimento para a economia mundial este ano e em 2020, devido à elevada incerteza política, às tensões comerciais e à queda da confiança de empresários e consumidores.

“A expansão global continua a perder força. O crescimento global deve descer para 3,3% em 2019 e 3,4% em 2020, com os riscos negativos a continuarem a crescer”, indica a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) na atualização intercalar das suas previsões econômicas (‘Interim Economic Outlook’).

A OCDE desce assim em 0,2 pontos percentuais (p.p.) e em 0,1 p.p. as suas anteriores previsões divulgadas em novembro para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial para 2019 e 2020, respetivamente, depois do crescimento de 3,6% em 2018.

A instituição liderada por Angel Gurria adianta que reviu em baixa a previsão de crescimento para quase todas as economias do G20, “com revisões particularmente acentuadas na zona euro para 2019 e 2020”.

A explicar o abrandamento econômico, a OCDE aponta a elevada incerteza política, as tensões comerciais em curso e uma maior erosão da confiança de empresários e consumidores.

“O comércio global diminuiu acentuadamente”, refere a OCDE, frisando que “as restrições comerciais introduzidas no ano passado são um obstáculo ao crescimento, ao investimento e aos níveis de vida, sobretudo para as famílias com baixos rendimentos”.

A instituição com sede em Paris recorda também que “o crescimento global desacelerou mais rapidamente do que o previsto no segundo semestre de 2018, para cerca de 3% numa base trimestral”, naquele que foi “o ritmo mais fraco desde meados de 2016”.

Para a China, a OCDE prevê um crescimento de 6,2% em 2019, 0,1 p.p. abaixo da estimativa anterior, mantendo a previsão de uma expansão de 6% em 2020.

“Uma desaceleração muito mais acentuada no crescimento do PIB chinês do que nas previsões atuais teria consequências adversas significativas para o crescimento e comércio globais, devido às fortes ligações que a China agora tem por todo o mundo”, indica a instituição.

Nos Estados Unidos, a OCDE antecipa um crescimento de 2,6% para 2019 e de 2,2% em 2020, menos 0,1 p.p. em ambos os casos face às previsões de novembro.

A OCDE indica também que permanece uma “substancial incerteza política na Europa, inclusivamente sobre o ‘Brexit'”, acrescentando que “uma saída desordenada do Reino Unido da União Europeia aumentaria substancialmente os custos para as economias europeias”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend