Na Baixada, Ministro do Turismo promete investimentos para o setor

O ministro ressaltou que a região deve se preparar para a Copa do Mundo de 2014, no qual poderá abrigar, no caso do município santista, uma seleção estrangeira.

Por Ronaldo AndradeDe Santos para Mundo Lusíada

Ronaldo Andrade

>> Secretária de Turismo de Santos, Wânia Seixas; prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, e o ministro do Turismo, Luiz Barretto.

Em visita à Baixada Santista no dia 11 de maio, o ministro do Turismo, Luiz Barrettto, anunciou investimentos em cinco cidades da região, nomeadamente Santos, Guarujá, Cubatão, São Vicente e Itanhaém. Além disso, o ministro ressaltou que a região deve se preparar para a Copa do Mundo de 2014, no qual poderá abrigar, no caso do município santista, uma seleção estrangeira antes de sua estreia na competição, na capital.

"A região é uma grande porta de entrada do turismo paulista, com potencial para se tornar uma grande porta ao turismo nacional e internacional. É necessário preparar a região para a Copa-14, que será uma grande oportunidade para o setor”, disse Barreto.

O Ministério do Turismo (MTur) vai incluir Santos, São Vicente e Guarujá em um estudo, que será realizado pela Fundação Getúlio Vargas, para avaliar o potencial das cidades quanto à atração de visitantes. Esse levantamento verificará a infraestrutura do país, observando quais medidas necessárias deverão ser tomadas para sua melhoria, visando o Mundial. O estudo será realizado anualmente, até 2014, para verificar a evolução dos municípios analisados. Após o balanço, as cidades consideradas com maior potencial serão incluídas numa lista de destinos indutores do Turismo, recebendo investimentos do ministério.

O secretário de Assuntos Portuários e Marítimos de Santos, Sérgio Aquino, apresentou ao ministro o projeto de revitalização dos armazéns 1 ao 8 do porto santista, (confira matéria ao lado) que consiste em transformar a área em um complexo náutico, empresarial, cultural, turístico e de lazer, com a previsão de um terminal de cruzeiros marítimos, marina, centro gastronômico, Museu do Porto, estaleiro para reparos de pequenas embarcações e escritórios.

Restaurante-escola O projeto do Restaurante-escola, que tem como objetivo qualificar a mão de obra regional para o turismo, com cursos na área de restauração, também foi discutido no encontro. A unidade funcionará no térreo da Estação do Valongo, onde a prefeitura realizou reforma para receber o projeto. Após essa etapa, o local terá sala de aula e infraestrutura para oferecer serviços de cafeteria, bar, almoço e lanches.

Alunos que participaram de cursos do projeto Inclusão Social com Capacitação Profissional, desenvolvido em Santos, São Vicente e Guarujá, também se reuniram com o ministro. O curso foi realizado no Senac e desenvolvido pela ONG Projeto Atelier e Meninos da Enseada, com o patrocínio do Ministério do Turismo.

No dia 14 de maio, representantes do Mtur vieram a Santos acertar detalhes para a realização do projeto, como a adequação do plano de trabalho, de acordo com a consultoria que foi prestada pelo restaurante-escola de São Paulo, considerado modelo. A previsão é que o projeto esteja pronto até o final do ano, com o início das aulas marcadas para o começo de 2010.

BondeA prefeitura solicitou ao MTur a quantia de R$ 1.156.000,00 para a recuperação de quatro exemplares do Museu Vivo do Bonde (um português, um norte-americano e dois italianos) que foram doados ao município e que circularão na Linha Turística após a restauração.

São VicenteO município – onde o ministro foi homenageado, recebendo o título de cidadão vicentino – espera receber do Mtur verba no valor de R$ 200 mil, que servirá para a conclusão da primeira etapa do projeto Parque Ecológico do Voturuá, concluindo as trilhas locais e fazer a interligação com o teleférico do município, transformando a atração em um parque com museu e pavilhão de eventos.

Além do parque, o projeto Tripulantes do Futuro, que qualifica jovens de 18 a 29 anos para trabalhar em cruzeiros marítimos, também deverá contar com recursos do ministério. As aulas do projeto, que duram seis meses, contam com várias disciplinas, como recreação, governança e inglês.

GuarujáA prefeita de Guarujá, Maria Antonieta (PMDB), espera receber a liberação de R$ 4,5 milhões, reservados às obras do futuro Aeroporto Civil Metropolitano, na Base Aérea de Santos, em Vicente de Carvalho. Um convênio para o compartilhamento de operações civis e militares no local está previsto para as semanas seguintes. Outro projeto mencionado foi o da reurbanização da Avenida Dom Pedro I, na praia da Enseada.

Cubatão Na cidade, após realizar um passeio de lancha pelo rio Cubatão, a prefeita Márcia Rosa (PT), mostrou imagens do município ao ministro, realçando o potencial da cidade como destino turístico. O objetivo é conseguir apoio para que Cubatão seja considerada estância turística, podendo usufruir de verba do Estado, de acordo com o projeto de lei apresentado pelo deputado estadual Luciano Batista (PSB/São Vicente).

ItanhaémA cidade de Itanhaém apresentou ao ministro um projeto para a construção de um Centro de Convenções, direcionado para a realização de atividades esportivas e culturais. O prefeito em exercício na ocasião da vinda do ministro, Ruy Santos, apresentou também à Unidade de Negócios da Baixada Santista da Petrobras e ao gerente geral da empresa, José Luiz Marcusso, proposta para formar uma orquestra sinfônica na cidade, por meio da Lei Rouanet, de incentivo à cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend