Missão brasileira de negócios chega a Portugal em novembro com programa tecnológico

Da Redação

Uma viagem para Portugal em uma missão internacional de negócios, alinhada a um programa de colaboração tecnológica, é o objetivo da MTECH Brasil – Portugal, que já está com datas e roteiro definido para a edição de 2018.

A primeira etapa, com atividades em Lisboa, paralelas ao Web Summit – considerado a melhor conferência de tecnologia do mundo –, ocorrerá de 5 e 10 de novembro. Já a segunda jornada consiste em uma Caravana Tecnológica para a região norte do país, passando por Coimbra, Aveiro, Porto e Braga, com programação entre os dias 12 e 16 de novembro.

“Nosso principal objetivo é contribuir para que as empresas e entidades participantes possam se nutrir de todo o conceitual necessário e se aproximar dos principais atores no eixo luso-brasileiro, explorando novas oportunidades, buscando novos clientes e parceiros, se apropriando e usufruindo de todo um ecossistema existente”, explica Gustavo Miguelez, co-fundador e CRO da Digital Trees, empresa responsável pela realização da viagem.

Estão programadas visitas técnicas a empresas, incubadoras e aceleradoras, centros de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, universidades, além da apresentação de especialistas nas áreas jurídica, tributária e trabalhista.

Uma novidade dessa edição será uma ferramenta de ‘matchmaking’ que facilitará a identificação de oportunidades e demandas que permitam uma interatividade maior entre os participantes da delegação – antes e depois da viagem. O programa também prevê apoio às empresas portuguesas que buscam conhecer e se aproximar do mercado brasileiro.

“A missão tem fins sociais, comerciais e tecnológicos. Entre os perfis dos participantes, muitos querem explorar oportunidades no exterior, comercializar as suas soluções, localizar representantes e, até mesmo, construir em Portugal um hub de operações. Outros buscam parceiros para o desenvolvimento de novos produtos e serviços, incluindo a participação em projetos bilaterais de pesquisa e desenvolvimento, envolvendo cooperação tecnológica e apoio governamental”, define Miguelez.

Na edição de 2017, a organização conseguiu reunir um grupo formado por startups, empresas já consolidadas no mercado e representantes de entidades setoriais (públicas e privadas) do Brasil e de Portugal, sintonizadas com a transformação digital em curso e com o desejo de evoluir por meio da conquista de novos mercados e compartilhamento de experiências.

O programa tem o apoio institucional da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software), ASSESPRO (Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação), SUCESU-RJ (Sociedade de Usuários de Computadores e Equipamentos Subsidiários), BRASSCOM (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), ABTELECOM (Associação Brasileira de Telecomunicação), Câmara Luso Brasileira de Indústria e Comércio e ANETIE (Associação Portuguesa das Empresas das Tecnologias de Informação e Electrónica), entre dezenas de outras organizações no eixo luso-brasileiro e algumas no ibero-americano.

Os interessados podem participar de todo o pacote ou apenas a etapa que for mais relevante para seu plano estratégico. Outras informações sobre a missão internacional podem ser solicitadas no e-mail [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend