Estatais brasileiras registram lucro de R$ 51,9 bilhões

Da Redação

Empresas estatais federais têm mantido tendência de crescimento e apenas no acumulado do ano passado, até setembro, registraram lucro de R$ 51,9 bilhões. Frente a igual período de 2017, quando o resultado positivo foi de R$ 25,4 bilhões, houve alta de 104,5%, segundo o Ministério da Economia do Brasil.

As empresas estatais federais continuam apresentando aumentos significativos no resultado líquido consolidado. Evoluíram de um prejuízo de R$ 32 bilhões em 2015 para lucro de R$ 51,9 bilhões em 2018, representando variação positiva de R$ 83,9 bilhões.

Os dados são da 8ª edição do Boletim das Empresas Estatais Federais, que traz o resultado dos conglomerados das Empresas Estatais Federais (BB, BNDES, Caixa, Eletrobras e Petrobras). O resultado das demais empresas estatais ainda não foi publicado.

O maior crescimento verificado foi o do Grupo Petrobras, que saiu de um lucro líquido de R$ 5,7 bilhões até setembro de 2017 para lucro líquido de R$ 23,7 milhões até setembro de 2018 – aumento de 312,6%.

REDUÇÃO DE PESSOAL

A 8ª edição do boletim traz também os números referentes à redução do quadro de pessoal das estatais. As empresas apresentaram até o 3º trimestre de 2018 um total de 500.805 empregados, com uma redução expressiva de 7.541 empregados. Grande parte deste quantitativo resultou da implementação de Programas de Desligamento Voluntário – PDV’s.

As empresas com as maiores reduções de pessoal até o 3º trimestre de 2018 foram os Correios (3.093), o Banco do Brasil (1.863) e a Caixa Econômica Federal (1.177). Esse resultado demonstra que a adequação da força de trabalho à estratégia negocial das empresas continua sendo o destaque em relação à política de pessoal das estatais.

Ao se comparar o quantitativo total de empregados no ano de 2015 (552.224) com o total do 3º trimestre de 2018, observa-se uma redução de 9,3%, uma queda superior a 51 mil empregados.

O governo federal encerrou o período com menos empresas: um total de 135 estatais ativas sob a coordenação e governança da (Sest/MP) – três a menos em relação ao segundo trimestre; e 11 a menos se comparado a dezembro de 2017, quando eram 146.

A base de dados do Sistema de Informação das Estatais – Siest registra no 3º trimestre a liquidação da Companhia de Armazéns e Silos do Estado de Minas Gerais – Casemg; e a venda de duas empresas do Grupo Eletrobras: Amazonas Energia – AmE, e Uirapuru Transmissora de Energia S.A.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend