Ensino tem que considerar desafios da mudança climática, diz Unesco

 

Ouça  

 

 

Da Rádio ONU

O vice-diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, Márcio Barbosa, disse à Rádio ONU que muitas instituições de ensino precisam adaptar seus currículos a novos desafios, como por exemplo, a mudança climática.

Barbosa, que está participando da Conferência Internacional de Engenharia para Energia Sustentável em Países em Desenvolvimento, no Rio de Janeiro, afirmou que um exemplo prático pode ser visto em cursos de engenharia nas universidades.

“As escolas de engenharia, quando formam os engenheiros, estão ainda com um currículo desatualizado com relação às preocupações atuais. Certamente não estão introduzindo nas suas cadeiras, nos seus currículos, preocupações com relação à energia sustentável, de forma que os futuros engenheiros, que estão sendo formados pelo mundo, eles saem com uma outra concretização”, disse.

Marcio Barbosa elogiou o programa de biocombustíveis do Brasil, e disse que o país pode fazer ainda mais em outras áreas de energia sustentável.

“Tem algumas áreas ainda que precisam de muita engenharia, de muito esforço. Existem poucas iniciativas na área de energia a partir de vento e também na questão solar. O Brasil é um país que tem muito sol, então acho que não estão aproveitando ainda todo o potencial que o Brasil tem nessa área”, lembrou.

A Conferência Internacional de Engenharia para Energia Sustentável em Países em Desenvolvimento deve terminar no sábado, 18 de agosto, no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta