Comitiva brasileira desembarca em Portugal para conhecer empreendimentos imobiliários e turísticos

Mundo Lusíada

A Missão Técnica Portugal, promovida pela Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico (ADIT Brasil) começou dia 10, numa empreitada de cinco dias passando por alguns dos projetos imobiliários e turísticos mais importantes de Portugal e da Europa.

Segundo a ADIT, as visitas são acompanhadas pelos desenvolvedores e presidentes de cada projeto, tirando todas as dúvidas sobre os empreendimentos, que inclui regiões de Lisboa, Portimão e Quarteira.

Na terça-feira, 11 promotores brasileiros visitaram territórios do projeto “Lisbon South Bay”, na margem sul do Tejo, com o objetivo de conhecer a realidade desta zona e as possibilidades de investimento ao nível do turismo. O “Lisbon South Bay” é um projeto promovido pela Baía do Tejo para requalificar os territórios das antigas áreas industriais da Quimiparque, no Barreiro, da Siderurgia, no Seixal, e da Margueira, em Almada (distrito de Setúbal).

A visita passou pelos três concelhos, mas terminou na Quinta do Braamcamp, no Barreiro, onde o presidente da Baía do Tejo, Jacinto Pereira, revelou à agência Lusa que “o objetivo foi cumprido”, destacando a vertente turística e também do imobiliário.

O presidente da Agência para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil (ADIT), Filipe Galvante, que promoveu o evento, avançou à Lusa que a iniciativa “foi ótima”, até porque esta região de Portugal “estava totalmente fora” do seu radar.

“O que nós conhecemos de Portugal para investimento é Lisboa, Algarve e um pouco do Norte. Num primeiro momento até questionamos: mas há alguma coisa para ver do outro lado da ponte? E a verdade é que esta região tem muitas oportunidades e esta iniciativa foi fantástica. Eu mesmo me coloco à disposição para divulgar no Brasil”, afirmou.

O empresário brasileiro apontou também a diversidade de projetos que estão a ser pensados. “Em Almada vimos grandes projetos estruturantes, no Seixal uma vontade política maior para o investimento em turismo e aqui no Barreiro várias oportunidades de imobiliário”, referiu.

O assessor adjunto da presidência da Câmara Municipal do Seixal, Ricardo Vieira, explicou que a autarquia também deu a conhecer a oferta ao nível da hotelaria, por se relacionar “com o perfil dos empresários”.

Já o presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Frederico Rosa, referiu que “há uma grande variedade de empresários dispostos a colocar Barreiro no mapa”.

Sobre a Quinta do Braamcamp, onde terminou a vista, disse que “ainda não há nada pensado em concreto”, mas frisou que tem “uma vista maravilhosa para Lisboa”.

“Temos tido muitas abordagens de investidores dos mais diversos pontos do mundo que olham sempre para isto com quatro grandes balizas: primeiro, não ser um condomínio fechado; segundo, ter uma oferta que o atual Plano Diretor Municipal possibilite de habitação, mas também de hotelaria, restauração e lazer”, avançou.

O responsável adiantou ainda que os investidores têm sentido “uma grande dinâmica ao nível do imobiliário, quer de investimentos de habitação, quer de construção de alojamento local e até de hotelaria”, destacando que na atualidade o Barreiro “não tem hotéis”.

Visitas

O roteiro da visita passa também pelo Belas Clube Campo, coordenado com princípios de sustentabilidade e que tem seu desempenho econômico, ambiental e social avaliado continuamente, e passa ainda pelo Parque das Nações, que recebeu uma intervenção para regeneração ambiental, inclusive com descontaminação do solo, das águas subterrâneas e de parte do rio Trancão, o que se somou a várias construções de acessibilidade ao local na região metropolitana da capital.

Os investidores são recebidos ainda no Vilamoura, maior, mais completo e diversificado complexo turístico planejado sustentável da Europa, com uma marina com capacidade de receber mais de mil navios; Quinta do Lago, um dos empreendimentos ecoturísticos mais luxuosos do continente que faz fronteira com o Parque Natural da Ria Formosa.

A ADIT Brasil ainda promove o Meet UP Lisboa, um encontro com as principais lideranças do mercado imobiliário e turístico de Portugal, finalizando com uma Cocktail Party Amigos ADIT, encontro planejado para receber todos aqueles que fazem parte da história da Associação no país.

Na programação do Meet Up, o presidente da Confederação Portuguesa da Construção e Imobiliário (CPCI), Reis Campos, aborda “O mercado Imobiliário português”. Já o CEO da CBRE, Francisco Horta, fala sobre “O dinamismo do mercado na Europa”; enquanto o CEO da JPS Group, João Sousa, junto do fundador do The Edge Group, José Luis Pinto, explana na ocasião sobre “A promoção do destino Portugal”.

Para apresentar dados do mercado imobiliário e turístico do país foram convidados o sócio da Neoturis, Eduardo Abreu, e presidente do Grupo Vila Galé, Jorge Rabelo de Almeida, que fala sobre hotelaria Brasil/Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend