CCR valoriza com perspectivas de projetos da Copa de 2014

Ações da participada brasileira da Brisa estão em alta, com as boas perspectivas pelos projetos da Copa de 2014 e recomendações de compra do Santander.

Por Jorge Horta De Portugal Digital

As ações da CCR – Companhia de Concessões Rodoviárias, participada brasileira da Brisa, estão em alta beneficiando de indicações positivas dos analistas de mercado, que estão satisfeitos com as boas perspectivas que se colocam à CCR. De acordo com o portal Exame, os analistas apontaram a CCR como a melhor opção no setor para se beneficiar com os investimentos em infra-estrutura previstos no país.

Entre os novos projetos, o Santander destacou as partes Sul, Leste e Norte do Rodoanel, o trem expresso, que vai do centro de da capital paulista até o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, e a conclusão das obras da linha amarela do metrô, também em São Paulo. A CCR cuidará da administração dessa linha – mas não é responsável por sua construção.

"Acreditamos que a CCR é um dos competidores melhor posicionados nestes leilões com base em seu balanço relativamente forte e seu conhecimento sobre o mercado", disse a corretora do Santander, que espera também um maior retorno dos novos projetos em comparação com os de 2007 e 2008.

Nesta quinta-feira, 18 de junho, as ações da CCR fecharam a sessão em alta de 0,69%, cotando a R$ 29,30, depois de na véspera já terem disparado mais de 3%. O bom desempenho dos papéis, escrevia o portal Exame, pode ser explicado pela perspectiva positiva diante de projetos de infra-estrutura para a Copa do Mundo em 2014 no Brasil e pela indicação de compra da corretora do Santander.

Na sessão as ações da Brisa, que detém 18% da CCR, também valorizaram, subindo 0,74%, para 5,02 euros por papel. As últimas recomendações das casas de investimento em Portugal apontam todas para um potencial de valorização da Brisa em bolsa. A Morgan Stanley estabeleceu a 27 de maio um preço-alvo de 5,90 euros por ação para a Brisa. Um mês antes o HSBC tinha apontado a fasquia para os 6,00 euros.

Ao longo do ano a performance em bolsa da CCR é positiva, já que a companhia acumula, desde o início de 2009, uma valorização de 25%. O máximo de 2009 conseguido pela ação da CCR foi registrado a 1 de junho, quando tocou R$ 31,45.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend