Turismo de Portugal sobe ao palco do Rock in Rio

Da Redação

Para homenagear os 15 anos da chegada do Rock in Rio a Lisboa, o bondinho “Prazeres 28” retorna à Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, para mais uma edição do maior festival de música do mundo.

A iniciativa do Turismo de Portugal consiste em uma exposição aberta ao público durante todos os dias do Rock in Rio, com enfoque na promoção de Portugal como destino turístico. Quem quiser percorrer as ruas da capital portuguesa em pleno Rio de Janeiro só tem de embarcar no bondinho e deixar-se levar numa viagem virtual pelas ruas históricas e pontos importantes de Lisboa.

Portugal está consolidado como um dos principais países no mundo na realização de festivais de música. A parceria com o Rock in Rio começou em 2004, quando a organização escolheu o país para a primeira edição deste gigante palco de experiências fora do Brasil.

Em pleno Rio de Janeiro, o “Prazeres 28” vai proporcionar aos visitantes uma experiência imersiva ao país reconhecido mundialmente como melhor destino do mundo pelo World Travel Awards, o Oscar do turismo mundial, nos últimos dois anos.

O line up que o Turismo de Portugal apresenta neste ano para a Cidade do Rock vai encantar quem estiver planejando uma viagem para Portugal em 2020 e quer programar as férias para junho do próximo ano e curtir o Rock in Rio Lisboa, que acontecerá nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho. Quem visitar o bondinho “roqueiro” vai poder sentir na pele que em Portugal pode se aliar a música a sol e mar, além de festas todas as noites e 850 km de praias, a algumas das melhores combinações dos festivais de música.

O Turismo de Portugal também vai ter um espaço de dois andares dedicado à promoção do destino, onde vai aproveitar para receber convidados, incluindo operadores e agências de viagem para promover o Rock in Rio Lisboa e realizar networking e ativações de marca, durante a programação do evento. Os pasteis de Belém e outras iguarias portuguesas também estarão à venda no quiosque da Casa da Natas.

Para Bernardo Barreiros Cardos, Diretor do Turismo de Portugal no Brasil, “Portugal é um país autêntico e diferenciado, os festivais de música são o espelho desta dinâmica. Quem nos visita, pode encontrar ao longo de todo o país eventos de música e de arte com estilos muito diversificados, um leque de escolhas muito alargado”.

Portugal vem atraindo cada vez mais a atenção do Brasil como destino turístico e recebeu em 2018 mais de 1 milhão de turistas brasileiros, atingindo número recorde em todos os tempos e se consolidando como o quinto maior mercado para o turismo português.

Edição 2019

Com algumas novidades, o Rock in Rio ocorrerá entre 27 e 29 de setembro e entre 3 e 6 de outubro. São 250 shows e entre as atrações internacionais estão Foo Fighters, Bon Jovi, Red Hot Chili Peppers, P!nk, Black Eyed Peas, Iron Maiden e Scorpions. Artistas e bandas brasileiras como Anitta, Elza Soares, Mano Brown, Emicida, Os Paralamas do Sucesso e Capital Inicial também sobem aos palcos (ver a programação ao final da matéria). O ingresso para cada um dos sete dias do evento custa R$ 525. Há meia-entrada assegurada aos grupos definidos em legislação, como estudantes e idosos. Para alguns dias, os bilhetes já estão esgotados.

O Rock in Rio acontecerá na Cidade do Rock que foi montada no Parque Olímpico, no bairro Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. A primeira novidade está relacionada com a área do evento, que terá 385 mil metros quadrados. São 60 mil metros quadrados a mais do que em 2017. Além disso, foram criadas seis novas áreas: o Espaço Favela, New Dance Order, Nave, Fuerza Bruta, Rota 85 e Supernova, totalizando 17 ambientes. Para assegurar o funcionamento de toda esta estrutura, estarão operando 32 geradores de energia, totalizando 6.985 quilovolt-amperes (kVAs).

Os organizadores esperam um público de 100 mil pessoas por dia, totalizando 700 mil ao todo. A prefeitura estima que o evento pode injetar R$ 1,7 bilhão na economia do município. Na última edição, conforme uma estimativa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), foi movimentado R$1,4 bilhão. O levantamento revelou que 65% do público veio de fora do Rio de Janeiro.

De acordo com uma pesquisa divulgada nessa semana pelo Sindicato dos Meios de Hospedagens do Município do Rio de Janeiro (Hotéis Rio), 78% dos quartos da rede hoteleira do Rio de Janeiro já estão ocupados para a primeira semana do Rock in Rio e 84% para a segunda semana. A maioria dos turistas é de estados brasileiros, com destaque para São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Entre o público estrangeiro, o maior volume de reservas está sendo realizado por norte-americanos, argentinos e franceses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend