Prêmio Portugal Telecom anuncia os 10 finalistas

Da Redação

Em festa no Consulado Geral de Portugal em São Paulo, foram anunciadas os 10 finalistas e o Júri Final do Prêmio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa 2008. Na presença do Cônsul Geral, José Guilherme Queiroz de Ataíde, e de muitos editores e livreiros, o presidente da Portugal Telecom, Shakhaf Wine, agradeceu a todos os indicados para compor os júris que votaram nessa e nas edições anteriores. “Sem eles, o prêmio não teria a excelência que tem”. Depois, Shakhaf salientou que o prêmio criado para literatura brasileira, hoje, abrange todas as obras escritas em português, estimulando o intercâmbio de países de língua portuguesa.

Os vencedores do Prêmio Portugal Telecom 2008 serão conhecidos no dia 29 de outubro. Eles recebem R$100 mil, R$ 35 mil e R$ 15 mil reais, 1º, 2º e 3º colocados respectivamente, além de um troféu criado pelo artista plástico Paulo Von Poser. O júri elegeu os 10 finalistas escolhidos entre os 51 livros semifinalistas, sendo oito escritores do Brasil, um de Portugal e um de Angola. Confira abaixo quais são. O júri final divulgado é constituído por Benjamin Abdala Júnior, Carmen Lúcia Tindó Secco, Flora Sussekind, José Castello, Maria Lúcia Dal Farra, Rita Chaves, Jorge Fernandes da Silveira – curador Literatura Portuguesa, Samuel Titam Jr. – curador Literatura Brasileira, Tania Celestino de Macedo – curadora Literatura Africana, e Selma Caetano – curadora-coordenadora.

O Brasil constitui o principal mercado internacional da Portugal Telecom. Com investimentos no país de mais de US$ 7 bilhões, a Portugal Telecom detém o co-controle da maior empresa de telecomunicações móveis da América do Sul, a Vivo. Uma das grandes entidades portuguesas com maior projeção nacional e internacional, dispõe de um portfólio de negócios diversificado, e as ações da PT são negociadas na Euronext Lisboa e na bolsa de Nova Iorque.

Os Finalistas: • 20 poemas para o seu walkman – Marília Garcia – Cosac Naif / 7 letras (Brasil) / • Antonio – Beatriz Bracher – Editora 34 (Brasil) / • Eu hei-de amar uma pedra – António Lobo Antunes – Objetiva (Portugal) / • Histórias da literatura e cegueira – Julián Fuks – Record (Brasil) • Laranja seleta – Nicolas Behr – Língua Geral (Brasil) / • O amor não tem bons sentimentos – Raimundo Carreiro – Iluminuras (Brasil) / • O filho eterno – Cristovão Tezza – Record (Brasil) / • O sol se põe em São Paulo – Bernardo Carvalho – Companhia das Letras (Brasil) / • Os da minha rua – Ondjaki – Língua Geral (Angola) / Tarde – Paulo Henriques Britto – Companhia das Letras (Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend