Portugal e Brasil ficam de fora da corrida ao Óscar de melhor filme estrangeiro

Da Redação
Com Lusa

Os filmes “Peregrinação”, de João Botelho, e “O Grande Circo Místico”, de Cacá Diegues, ficaram de fora dos finalistas à nomeação do Óscar para melhor filme estrangeiro, anunciou a Academia de Hollywood.

Num comunicado que revelou os finalistas de nove categorias da 91.ª edição dos mais midiáticos prêmios do cinema, a Academia das Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood revelou que nove obras iriam passar à fase seguinte no âmbito do galardão para melhor filme estrangeiro, depois de 87 candidaturas.

Assim, os finalistas, dos quais resultarão os cinco nomeados, são “Pássaros de Verão”, de Cristina Gallego e Ciro Guerra (Colômbia), “O Culpado”, de Gustav Möller (Dinamarca), “Nunca Deixes de Olhar”, de Florian Henckel von Donnersmarck (Alemanha), “Uma Família de Pequenos Ladrões”, de Hirokazu Koreeda (Japão), “Ayka”, de Sergei Dvortsevoy (Cazaquistão), “Cafarnaum”, de Nadine Labaki (Líbano), Roma, de Alfonso Cuarón (México), “Guerra Fria”, de Pawel Pawlikowski (Polónia), e “Beoning”, de Chang-dong Lee (Coreia do Sul).

Da lista de nove finalistas destacam-se “Roma”, de Cuarón, realizador que já venceu o Óscar de melhor realização com “Gravidade”, em 2014, “Guerra Fria”, de Pawlikowski, grande vencedor dos prémios do cinema europeu no passado fim de semana, e “Uma Família de Pequenos Ladrões”, de Koreeda, já nomeado para o Globo de Ouro de filme estrangeiro e vencedor da Palma de Ouro do festival de Cannes deste ano.

“Peregrinação”, do português João Botelho, foi anunciado em setembro pela Academia Portuguesa de Cinema, como o candidato nacional quer aos Óscares quer aos prêmios espanhóis Goya.

Do lado brasileiro, foi escolhido, também em setembro, o filme “O grande circo místico”, de Cacá Diegues, rodado em Portugal e com atores portugueses.

Na categoria de melhor animação, o Brasil ainda tem chance de disputar uma estatueta com “Tito e os Pássaros”, de Gabriel Bitar, André Catoto e Gustavo Steinberg. O “Touro Ferdinando”, do brasileiro Carlos Saldanha, também pode ser indicado na mesma categoria, mas é uma produção americana.

Os nomeados dos Óscares vão ser anunciados no dia 22 de janeiro e a cerimônia de entrega dos Óscares vai ter lugar no dia 24 de fevereiro de 2019.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend