Por falta de apoio, portuguesa suspende programa lusófono em São Paulo

Por Vanessa Sene Mundo Lusíada

FOTO: ARQUIVO, Maio/2009 – MUNDO LUSÍADA

>> A jornalista Sofia Solgado, na estréia de seu programa no ano passado, recebendo o editor do Mundo Lusíada Odair Sene, e radialistas Emídio Tavares e Francisco Rocha.

A jornalista portuguesa Sofia Salgado, idealizadora e produtora do “Conexão Lusófona”, vai cancelar o seu programa por falta de apoio. “Estou desanimada e pretendo dar um fim ao Conexão Lusófona” afirmou.

Ao Mundo Lusíada, Sofia Salgado explicou que após quase um ano da estréia do programa de TV, que é transmitido pela Internet, ela não teve retornos positivos da comunidade empresarial luso-brasileira para seu patrocínio. “Não tenho como continuar, sozinha, um programa semanal sobre as comunidades de língua portuguesa sem absolutamente nenhum retorno financeiro. Ocupa bastante o meu tempo, e na verdade só tenho gastos: telefone, transporte, etc”.

De acordo com ela, o programa está temporariamente suspenso até depois do Carnaval. “Tenho-me esforçado, sem feriados e férias, para levar todas as sextas feiras ao ar o Conexão Lusófona. Não tenho assistentes por falta de verba. Desde a pesquisa de pautas, aos contatos, roteiros, apresentação, faço de tudo, até levo por vezes os convidados em casa e sirvo-lhes água ou café no estúdio. A reportagem está fora do meu alcance porque implica mais gastos que não posso cobrir sem orçamento”.

A portuguesa já entrou em contato com empresas e bancos portugueses no Brasil, mas pela falta de investimento num programa que promove e divulga a cultura portuguesa e lusófona, pretende cancelar o projeto. “Resolvi suspender a emissão até obter alguma participação”.

30 milhões de acessos Com estréia em 8 de maio de 2009, o Conexão Lusófona foi ao ar pela AllTV no endereço www.alltv.com.br (que tem 30 milhões de acessos mensais), entrevistando no seu primeiro programa o editor do Jornal Mundo Lusíada, Odair Sene, além dos integrantes do programa de rádio Navegar é Preciso, Emídio Tavares e Francisco Rocha.

O programa é semanal, com uma hora de duração, e foi idealizado para ser acompanhado por todos os países e comunidades de expressão portuguesa, com a participação de lusófonos em qualquer parte do mundo, através de um chat ou e-mail. Durante este período, Sofia Salgado comandou cerca de 30 programas, com destaque “para a comunidade portuguesa e imigrantes no Brasil” afirma.

Dentre os convidados já entrevistados, estão as fadistas Gloria de Lourdes e Adélia Pedrosa, o representante da Casa de Portugal Antonio Claret, o jornalista e escritor João Alves das Neves, o grupo cultural Cabo Verdiano e seu presidente José Augusto do Rosário, o presidente da associação Brasil Angola, Jairo Junior, a historiadora Sonia Maria de Freitas, os representantes do centro pastoral dos imigrantes em São Paulo, Pe. Mario Geremia e Paulo Iles, o cônsul suíço em São Paulo, Hans Hauser, o empresário português, Ivo Ferreira, citando a recente imigração portuguesa no Brasil, além de representantes do Sindicato dos Panificadores de São Paulo, entre outros.

Segundo Sofia Salgado, que já trabalhou na Teledifusão de Macau e está há 2 anos no Brasil, o programa chegou ao 5º lugar nas audiências da ALLTV, entre 60 programas. O número de internautas nos vários países tendia a aumentar, e os contatos mais frequentes vinham do Japão, Estados Unidos e Espanha, para além do Brasil. O contato da jornalista é [email protected]

Deixe uma resposta