Lançado livro sobre 200 anos da Revolução do Porto e sua influência na Independência do Brasil

Episódio da Revolução do Porto. Nela, o Capitão Sousa Magalhães e o Tenente Paulo Correia impedem entrada do Coronel Grant no Regimento de Infantaria n.º 6. A pintura foi feita em 1917 por Roque Gameiro e publicada em "Retratos da História de Portugal". 

Da Redação

O Constitucionalismo e o Fim do Absolutismo Régio é o título da recente publicação da Edições Câmara. Escrito no âmbito dos festejos do bicentenário da Independência do Brasil, que está sendo lembrado pela Câmara dos Deputados, o livro revisita os 200 anos da Revolução Constitucionalista do Porto de 1820.

Ainda que ocorrido na Europa, o evento foi de fundamental importância para a completa independência do Brasil, pois teve como objetivo forçar a volta de D. João VI a Lisboa e convocar as Cortes-Gerais para escrever uma Carta Constitucional ao Reino Unido.

A obra se divide em duas partes. A primeira expõe as atribulações pelas quais Portugal passou naqueles primeiros anos do século XIX e que desaguaram na Revolução Constitucionalista. A segunda parte reúne ensaios que analisam o impacto das ideias constitucionalistas na ordem social ocidental e, mais especificamente, no Brasil.

O livro, organizado pelo consultor legislativo José Theodoro Mascarenhas Menck, busca preencher uma importante lacuna na historiografia brasileira sobre a independência do Brasil. É indicada para professores, educadores, estudantes e todas as pessoas interessadas na história do país.

A publicação está disponível aqui em versão digital e pode ser baixada gratuitamente na Livraria da Câmara.

A celebração dos 200 anos de Independência

Em 2022, o Brasil comemora 200 anos de independência. Como parte da história e com seu acervo cuidadosamente preservado, a Câmara dos Deputados vem realizando uma série de atividades para lembrar a data e também o bicentenário de outros fatos importantes que a antecederam.

Os eventos incluem exposições, concursos, publicações e homenagens.

A cada ano, é escolhido um homenageado ou um evento a ser celebrado. Para mais informações, visite a página do bicentenário no Portal da Câmara dos Deputados.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: