Gabinete Português de Leitura da Bahia recebe escritores de 4 continentes para encontros culturais

Da Redação

O Gabinete Português de Leitura da Bahia irá sediar dois eventos de grande porte, tanto para a língua portuguesa, como para a cidade de Salvador, na próxima semana.

São eles o VII Encontro Luso-Afro-Brasileiro “As Mulheres e a Imprensa Periódica”; e a VII Jornada Regional sobre Personagens Portuguesas da Ficção Brasileira “Portugueses de Papel”.

Segundo o responsável pela Direção de Cultura do Gabinete Português de Leitura da Bahia, ambos eventos irão trazer à capital baiana cerca de 35 jornalistas, escritores e professores de 4 continentes (África, América do Norte, América do Sul e Europa).

Os convidados e participantes vêm de quase todos os Estados do Brasil, de Angola, de Portugal e dos Estados Unidos, segundo o diretor Antonio Pinho da Cunha.

Entre eles, estarão presentes representantes das maiores instituições universitárias do Brasil (Faculdade Amadeus; UESPI/UEMA; UFBA; UFMG; FCRB; SME-RJ/RGPL; UFPE; UNEB; UFAL; UFRGS; UFPB; UFBA; UFC; PACC/UFRJ; UFSC; UFSC/CNPq; PMPA; PMS; UAN; UNIFAP; UFPR) e, inclusive, do Centro de Leituras e Culturas Lusófonas e Europeias, Universidade Aberta, Faculdade de Letras de Lisboa, University of Colorado Boulder, da Universidade de Évora, da Universidade Nova de Lisboa, da Universidade de Lisboa, bem como, da prestigiada Fundação Para a Ciência e Tecnologia.

Encontro Luso-Afro-Brasileiro

O Encontro Luso-Afro-Brasileiro vai integrar intervenções de mais de 3 dezenas de portuguesas, brasileiras e africanas em torno de temas ligando mulheres e imprensa periódica.

A partir do projeto «Senhoras do Almanaque» serão estudadas algumas das figuras femininas durante o período em que esteve ativo (séculos XIX-XX).

O Encontro será palco para conhecer e debater a presença feminina em periódicos e nalguns casos abordar muito em particular as crônicas como «Eles e Elas» ou «Modos e modas: usos e costumes», em jornais e revistas publicados em diferentes continentes como é o caso de O País, A Tarde, Voz Feminina, Cláudia, A Paladina do Lar ou O Brado Africano.

Determinadas regiões serão escrutinadas a fim de dar a conhecer as «mulheres de letras» e nesse caso lembradas serão as presenças femininas do Norte do Brasil, assim como as de determinados Estados, como Rio Grande do Sul, Piauí e Bahia.

Portugueses de Papel

Já no dia 9, a abertura do evento aborda o Projeto Dicionário de personagens portuguesas da ficção brasileira, com Ana Maria Lisboa de Mello (UFRJ), Tania Martuscelli (CU-Boulder), e Vania Chaves (CLEPUL).

Outra sessões abordam Quem são os Portugueses de Papel, e autores como Lourenço de Mendonça: episódio dos tempos coloniais, Manuel Duarte Moreira de Azevedo; Verbete para «O boto», de José Veríssimo; Alguns temas cruciais em Pindorama, de Xavier Marques; Um desenho das personagens portuguesas no romance A emparedada da Rua Nova, de Carneiro Vilela.

Além da presença de acadêmicos, jornalistas e escritores, está também previsto o lançamento de diversos livros.

Há 156 anos, o Gabinete Português de Leitura é um agente cultural em constante movimento, e uma referência da língua portuguesa na Bahia, seja através da sua Biblioteca ou de ações culturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend