Feira do Livro com baixa adesão em Armamar

Ígor Lopes (Portugal)- Terminou no sábado a Feira do Livro, em Armamar. De acordo com a organização do evento, cerca de 600 crianças do concelho visitaram as instalações do Mercado Municipal local.

 

Ao todo, foram vendidos mais de mil euros em livros, num espaço que contou com publicações de todos os géneros, desde literatura infanto-juvenil a material multimédia e livros técnicos. Embora o balanço seja positivo, os números apontam para a baixa adesão por parte da população em geral

A programação da Feira do Livro começou na quinta-feira, 1, dia mundial da criança. Para além de exposição e venda de publicações várias, houve também animação nocturna. Na primeira noite do evento, os visitantes puderam apreciar a actuação dos ranchos folclóricos de Gojim, Lumiares e Travanca. Na sexta-feira, decorreu apresentação de fados. Para encerrar o evento, no sábado, foi a vez das tunas académicas.

Os principais visitantes foram as escolas do 1.º ciclo do ensino básico e jardins de infância do Município de Armamar.

Para António Manuel da Silva, vereador com o pelouro da Educação, Ambiente e Desporto da Câmara de Armamar, a feira do livro assume importância significativa no que toca à captação de novos leitores.

“As crianças do concelho de Armamar devem ser cativadas para o hábito da leitura. Por isso, a nossa intenção é manter essa iniciativa. Mas, entretanto, queremos que este evento tenha adesão por parte de outras camadas da nossa população, ou seja, esperamos que os adultos adiram mais à leitura e que mudem, também, o hábito de estarem voltados somente para a televisão”, elucida.

Este responsável lembrou ainda que a realização da feira do livro no Mercado Municipal serviu para fazer com que a população usufrua mais daquela infra-estrutura.

“O nosso objectivo foi, de alguma forma, revitalizar o espaço do Mercado Municipal que tem poucas actividades, e que não tem sido aproveitado como deveria”, sublinhou o vereador que garantiu que o actual executivo camarário tem projectos que visam valorizar a cultura no concelho, como a construção do Auditório Municipal.

Por seu turno, Susana Valente, uma das responsáveis pela Biblioteca de Armamar, mostrou-se satisfeita com o resultado do evento. “Apesar de ter tido pouca adesão por parte da população em geral, penso que o balanço da feira é positivo”.

Para esta responsável, é preciso cativar a crianças a ler, desde bem cedo. “Devemos incentivar à leitura. Não é fácil cativar leitores. O principal dever ser feito em casa, com o incentivo dos pais. A leitura tem que ser vista com uma forma de lazer”.

Segundo alguns populares, o sucesso da feira teria sido maior se a divulgação da programação tivesse sido feita de forma mais eficaz. Recorde-se que a organização do evento esteve a cargo da Biblioteca Municipal, sob a coordenação dos pelouros da educação e da cultura da Câmara Municipal de Armamar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend