Aveiro apoia integração de estudantes internacionais, maioria de brasileiros

Da Redação
Com Lusa

A Câmara de Aveiro vai oferecer aos estudantes internacionais que frequentam a universidade local acesso a várias atividades culturais, como visitas a espaços museológicos do município, para apoiar a integração destes alunos na sociedade e cultura aveirense.

A iniciativa surge no âmbito de um protocolo que foi assinado com a Universidade de Aveiro (UA), a Associação Acadêmica da Universidade de Aveiro (AAUAv) e a associação Erasmus Student Network (ESN) de Aveiro.

A assinatura do protocolo teve lugar durante uma sessão de boas vindas aos estudantes internacionais que, no âmbito dos vários programas estudantis de mobilidade, ingressam na UA e nas suas escolas politécnicas para complementarem a sua formação, sendo a grande maioria de brasileiros.

De acordo com dados da UA, este ano há mais de dois mil alunos estrangeiros, de 90 países, a frequentar este estabelecimento de ensino.

O Brasil é o país mais representado com 851 estudantes, seguindo-se a uma distância considerável a China com 156 alunos. A completar a lista das cinco principais nacionalidades de estudantes estrangeiros na UA estão Angola (128), Espanha (107) e Itália (91).

Com este protocolo, a UA quer reforçar nos estudantes internacionais “a vivência da vida acadêmica na sua plenitude, com a participação ativa e positiva nas dinâmicas do quotidiano das diversas comunidades, num contexto intercultural bem vincado, tolerante e de respeito pela diversidade. Será enriquecedor para todos e reforçará, em particular, o sentido de pertença à cidade e à UA que perdurará no tempo”.

Com esse objetivo, e a pensar dos estudantes que vieram para Aveiro de todos os cantos do mundo, estão já previstas para o segundo semestre deste ano letivo várias atividades de interesse sociocultural e que constituem diferentes experiências e formas de conhecer e sentir a cidade e a região.

As atividades, que serão suportadas pela câmara, incluem, entre outras, visitas guiadas ao Museu de Aveiro, à Marinha da Troncalhada e ao Centro Municipal de Interpretação Ambiental e a participação em eventos como a Feira de Março, passeios pela via ecológica ciclável ou provas de sabores da gastronomia local.

Em declarações à Lusa, a presidente da Erasmus Student Network (ESN) de Aveiro, Mariana Lopes, disse que as quatro entidades envolvidas vão ter reuniões mensais para planejar as próximas iniciativas e fazer um balanço do projeto.

“Este protocolo é um apoio a todo o trabalho que já era feito pelas entidades como a ESN e a Universidade e que pode vir a melhorar ainda mais”, disse Mariana Lopes, considerando que estas ações vão “facilitar a adaptação dos estudantes na cidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend