13 de outubro terá peregrinos no Santuário de Fátima com regras de segurança

Da Redação
Com Lusa

A peregrinação de 13 de outubro terá peregrinos no recinto de Fátima, anunciou a diretora-geral da Saúde, remetendo para o santuário mais pormenores de um plano que inclui “o cumprimento de regras de segurança”.

“Tem sido um trabalho profícuo e de colaboração [entre as autoridades de saúde e o Santuário de Fátima] e que vai permitir a existência de peregrinos no recinto cumprindo regras de segurança. A publicação [das regras] será hoje feita”, afirmou Graça Freitas na conferência de imprensa de atualização de informação relativa à infecção pelo novo coronavírus em Portugal.

Em 23 de setembro a DGS avançou que estava a analisar o plano de contingência apresentado pelo Santuário de Fátima para a peregrinação de 13 de outubro e os trabalhos já se encontram na fase de preparação técnica.

Uma vez analisado o plano e vistas as plantas do local, disse nessa ocasião Graça Freitas, teve início a apreciação do documento para ver se está conforme com as indicações da DGS com vista à elaboração de um parecer final para a realização das cerimônias.

“Os trabalhos estão em curso e no final vai haver, como tem acontecido em outros eventos, um acerto baseado na confiança entre os planos do Santuário e os nossos pareceres”, reiterou.

Antes, Graça Freitas já tinha dito que não era “expectável” que o santuário de Fátima tivesse 55 mil pessoas nas cerimônias de outubro.

6 mil peregrinos

O Santuário de Fátima estima a presença de seis mil pessoas no recinto durante a peregrinação de 12 e 13 de outubro, estando prevista a colocação de círculos no chão, que reforçará a distância entre as pessoas.

Numa nota de imprensa divulgada pelo Santuário, “de acordo com os planos efetuados” estima-se a “presença de cerca de seis mil pessoas no recinto, numa área útil de 48 mil metros quadrados [m2], o que equivale a uma média de oito m2 por pessoa”.

“A situação epidemiológica atual e a preocupação com a saúde de todos”, justifica a nota, obrigou o santuário a “restringir o acesso dos peregrinos, limitando o número de participantes nas celebrações da peregrinação”.

Face à pandemia e para evitar um número elevado de pessoas, a Direção-Geral da Saúde e o Santuário de Fátima reforçaram o plano de contingência do recinto de oração, criando um conjunto de medidas adicionais para a Peregrinação Internacional Aniversária de 12 e 13 de outubro.

“Para que haja uma uniforme disposição da assembleia no recinto, são criadas, com marcações no solo, áreas circulares de ocupação, devidamente distanciadas. Em cada círculo poderá estar apenas um número limitado de pessoas coabitantes”, informa a nota do Santuário de Fátima.

Será também feita uma delimitação de alguns espaços, de maneira a criar perímetros de segurança e a vedar o acesso a locais suscetíveis de aglomerações.

O acesso ao recinto de oração é feito por oito entradas, com diversos meios de controlo”, assegura ainda o santuário, ao adiantar que as deslocações no recinto só podem ser feitas nos corredores assinalados.

“Todos os movimentos são constantemente monitorizados através dos meios de videovigilância, de modo a permitir em tempo real, decisões que sejam necessárias para controlo de situações de potencial risco”, reforça o comunicado.

Os peregrinos que desejarem participar nas celebrações da noite do dia 12 e da manhã do dia 13, só poderão entrar no recinto nas entradas “devidamente assinaladas”, e daí serão conduzidos por acolhedores para as áreas de ocupação estabelecidas.

Esses fiéis deverão permanecer naquele local definido até saírem do recinto de oração.

Além do uso obrigatório de máscara, mesmo em espaço aberto do santuário, será reforçada a sinalética, com informações mais específicas para esta peregrinação.

No exterior do recinto, o fluxo de peregrinos será gerido pela GNR, que garantirá o controlo de aproximação às zonas limítrofes do santuário.

Segundo a nota do santuário, “estas medidas adicionais têm como objetivo minimizar o risco de transmissão de infeção da covid-19 entre os participantes nas celebrações desta peregrinação”.

No dia 13 de setembro o acesso ao Santuário de Fátima foi bloqueado quando o local atingiu a lotação máxima permitida no contexto da pandemia da covid-19.

As celebrações com a presença de peregrinos desde o início da pandemia foram retomadas no Santuário de Fátima em 30 de maio e a primeira peregrinação internacional com fiéis realizou-se em 12 e 13 de junho.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 1.971 em Portugal.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: