Politécnico de Macau cria mestrado de tradução e interpretação chinês-português

Da Redação
Com Lusa

O Instituto Politécnico de Macau (IPM) vai passar a ter um mestrado em tradução e interpretação chinês-português, segundo um despacho publicado no Boletim Oficial do território.

O mestrado terá duas áreas de especialização, tradução e interpretação, e dois anos de duração, de acordo com o despacho do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam.

As línguas veiculares do curso de mestrado são as chinesa e portuguesa, sendo necessária para a obtenção do grau de mestre “um relatório de projeto original”.

No ano letivo 2018/2019, o número de estudantes de português no IPM ronda os 500, de acordo com dados disponibilizados à Lusa no final do ano passado.

O IPM recebe ainda, todos os anos, 25 alunos do curso de licenciatura em tradução e interpretação chinês-português do Instituto Politécnico de Leiria.

No final do ano passado, o Governo e o Instituto Politécnico de Macau já tinha anunciado um Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português, iniciativa que as autoridades querem que contribua para tornar o território num “centro da língua portuguesa da Ásia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend