Petrolífera Galp anuncia descoberta de petróleo em Angola

Da Agencia Lusa

 

O consórcio integrado pela Galp Energia (parceira da Petrobras) anunciou, na segunda-feira 03 de dezembro, uma nova descoberta de petróleo no Bloco 32 de águas profundas do off shore de Angola.

 

Em comunicado enviado à Comissão de Mercados de Valores Mobiliários da Bolsa de Lisboa (órgão regulador do mercado luso de capitais), a Galp afirma que foi comprovada a existência de petróleo de boa qualidade no poço Alho-1, a uma profundidade de 1.607 metros.Com um potencial de 5.400 barris diários, o poço se situa na região nordeste do Bloco 32, a cerca de nove quilômetros a noroeste de outro poço, o Cominhos-1, descoberto em maio de 2007.Situado em águas profundas do off shore angolano, o Bloco 32 tem o seu potencial confirmado com as anteriores 12 descobertas anunciadas entre 2003 e 2007. Além disso, estão sendo realizados estudos técnicos complementares para avaliar os resultados dos testes.O consórcio que explora o Bloco 32 é constituído pela francesa Total (operadora, com 30%), a norte-americana Marathon Oil (30%), a Sonangol (20%), a norte-americana Exxon (15%) e a Galp Energia (5%).Em termos off shore, de Angola, a Galp também está presente nos Blocos 33, 14 e no 14K/A-IMI.

BolsaAs ações da Galp Energia chegaram a valorizar 3,11% para 15,27 euros por ação, na Bolsa portuguesa, depois de a empresa ter anunciado a descoberta de petróleo no Bloco 32 em Angola.A valorização do título estava ainda a valorizar influenciado pela revisão em alta do preço-alvo para 18 euros feita pela Morgan Stanley.O novo preço-alvo do banco norte-americano confere à petrolífera portuguesa um potencial de valorização de 19,9% em relação à cotação atual.Os papéis da Galp se aproximaram do recorde alcançado em 9 de novembro, quando bateu o máximo histórico ao cotar 15,43 euros, depois de ter anunciado a conclusão da análise dos testes na exploração do poço petrolífero de Tupi Sul, onde se prevê a existência de 5 a 8 bilhões de barris de petróleo e gás natural.A Galp Energia é atualmente o segundo título mais caro da Euronext Lisboa, logo seguido pelo BES, cotado a 15,95 euros a ação.As ações da Galp Energia foram colocadas em Bolsa em 23 de outubro do ano passado a 5,81 euros e desde então já valorizaram quase 163%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend