Moçambique precisa de 1,3 ME face a novo ciclone no norte do país

Da Redação
Com Lusa

Moçambique precisa de 100 milhões de meticais (1,3 milhões de euros) para assistir eventuais vítimas do ciclone Kenneth, que deverá atingir o norte do país na quinta-feira, segundo as autoridades, que emitiram um alerta vermelho.

“Nós fizemos um levantamento preliminar daquilo que serão as necessidades e estão estimadas em cerca de 100 milhões de meticais”, disse a diretora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), Augusta Maita, falando à margem do Conselho Coordenador da instituição.

De acordo com a diretora-geral do INGC, parte dos meios que estavam alocados para a província de Sofala (centro de Moçambique), afetada pelo ciclone Idai há um mês, serão alocados para a província de Cabo Delgado, no norte do país.

“Esta é uma previsão, mas logo que tivermos uma indicação clara do impacto do ciclone poderemos fazer uma atualização do que é necessário”, declarou Augusta Maita.

Dados oficiais indicam que perto de 692 pessoas estão em zonas consideradas de risco no norte de Moçambique.

Além do norte de Moçambique, o ciclone, que começou como uma depressão atmosférica no oceano Índico, poderá afetar o sul da Tanzânia, país vizinho.

O ciclone Idai, que atingiu o centro de Moçambique a 14 de março, causou um total de 603 vítimas mortais, tendo afetado mais de 1,5 milhões de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend