Lusófonos somam 388 atletas em Pequim

Mundo Lusíada Com agencias

Fotos Agencia Lusa Portugal

>> Naide Gomes é uma das atletas que vai participar dos Jogos Olímpicos de Pequim. NO CENTRO >> A atleta olímpica de Judô, Telma Monteiro. AO LADO >> António Pereira, 33 anos, atleta olímpico que vai participar na modalidade dos 50 kms marcha nos Jogos Olímpicos de Pequim, é um dos atletas que concilia a profissão com o esporte.

Os Jogos Olímpicos de Pequim contam com a participação de 388 atletas dos países de língua portuguesa. A informação foi adiantada pela RTP, que divulgou ainda que os países lusófonos estão bem representados.

Portugal, Brasil, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Angola, Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste enviaram atletas e participam das competições na China.

Portugal é o segundo país oficial de língua portuguesa com a maior delegação, são 77 atletas. A maior participação é a brasileira, com 270 participantes, tendo entre os destaques o time de futebol e de voleibol.

Na maior delegação de sua história, Angola envia 30 atletas aos jogos, com destaque para handebol feminino e o basquetebol masculino. Moçambique, com cinco atletas, conta também com a campeã olímpica dos 800 metros, Maria de Lurdes Mutola.

São Tomé e Príncipe tem três atletas em Pequim. Celma Graça e Naiel de Almeida (ambos do atletismo) pertencem à Juventude Operária de Monte Abraão, de Sintra.

E Cabo Verde com apenas dois desportistas (em atletismo e ginástica), como Timor-Leste, que tem nestes Jogos Olímpicos dois maratonistas. A Guiné-Bissau aparece com apenas um atleta, Augusto Midana, lutador da categoria 74 kg.

Presidentes lusófonos O presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente timorense José Ramos-Horta já se encontram em Pequim. Participam da abertura dos jogos também os chefes de Estado de Angola e Moçambique.

Em 07 de agosto, o presidente Ramos-Horta chegou a Pequim, e teve o primeiro encontro bilateral com Hu Jintao, em que elogiou a “excelente capacidade de organização [da China] na preparação dos Jogos Olímpicos", segundo a agência de notícias oficial Nova China.

Lula também foi recebido, nesta mesma quinta, no Grande Palácio do Povo pelo presidente Hu Jintao, que o definiu como "um amigo de longa data da China".

"Só o fato de ter vindo já é um forte apoio aos Jogos Olímpicos", disse Hu a Lula, que aproveitou a ocasião para promover o Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. "O sucesso da China incentivará o Brasil na tentativa de receber os Jogos Olímpicos de 2016", afirmou Lula no encontro com o presidente chinês.

O presidente angolano, José Eduardo dos Santos, e o presidente de Moçambique, Armando Guebuza, participam de um encontro coletivo entre Hu Jintao e os líderes dos países africanos convidados para o evento.

Segundo divulgou a Lusa, o presidente da Guiné-Bissau, João Bernardo "Nino" Vieira, cancelou sua viagem à China devido à crise política em seu país, que culminou na dissolução do parlamento e demissão do governo na última terça-feira.

Mais de 80 chefes de Estado, de governo e membros de famílias reais assistem à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, realizada nesta sexta dia 08, no Estádio Nacional da China, também conhecido como "Ninho de Pássaro".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend