Livro sobre brinquedos populares dos países lusófonos integra programa nacional do Brasil

Da Redação
Com Lusa

Um livro sobre brinquedos populares dos países lusófonos, que inclui um texto de abertura do português João Amado, foi selecionado para o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) do Brasil em 2020, disse a autora.

Em 2018, a atriz e escritora brasileira Selma Maria publicou o livro “Brinquedos miúdos e graúdos nascidos da barriga da língua portuguesa”, agora escolhido para o PNLD, no qual participa o professor da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, especialista em brinquedos tradicionais.

“Este trabalho é o resultado dessas duas pesquisadoras que moram em mim: uma encantada com brinquedos, a outra com as palavras”, declarou a autora à agência Lusa, ao realçar que João Amado expressa no livro “o seu olhar sensível e poético sobre a infância e o seu brincar tão universal”.

Trata-se de “uma aventura lúdica”, contada através de poemas, que remete para brincadeiras dos oito países do mundo lusófono: Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, passando ainda por Macau, na China.

Há 33 anos, Selma Maria começou a estudar os brinquedos de Minas Gerais e da Amazônia, no Brasil, e esteve em Portugal em 2011 para participar num colóquio sobre literatura infanto-juvenil dos países lusófonos.

Sons das ruas

“Foi a primeira vez que estive em Portugal e apaixonei-me pela sonoridade, o chiado da sua língua. E praticamente esqueci que estava ali também para pesquisar os brinquedos portugueses, pois o som que ouvia nas ruas me deixou completamente no chão”, recordou.

A autora é companheira do escritor José Santos, que um dia lhe fez um desafio: “Por que não faz você um livro sobre brinquedos dos países que pertencem de algum jeito ao universo lusófono?”.

A ideia foi depois acolhida e concretizada pelo editor Beto Junqueyra, “também escritor, admirador e pesquisador de tudo o que envolve a lusofonia”, segundo Selma Maria.

“Os primeiros sons e olhares”

Desde logo, a possibilidade de viajar no Brasil e em Portugal une três das suas paixões: “os brinquedos, a natureza e as palavras vindas de uma língua toda misturada”, como na obra “Brinquedos miúdos e graúdos nascidos da barriga da língua portuguesa”.

“Busco as primazias do mundo, os primeiros brincares, as primeiras palavras de uma criança, os primeiros sons e olhares. Aquilo que provoca surpresa e espanto”, descreve a investigadora.

No Brasil, devido à sua dimensão territorial, “sem programas de incentivo à leitura, que democratizam a cultura, seria impossível chegar a lugares como o sertão da Amazônia e outros, tão distantes do eixo Rio de Janeiro-São Paulo, onde estão a maioria das editoras e livrarias do país”.

“Perambular”

Selma Maria é curadora da exposição “Perambular”, que reúne “brinquedos, palavras e coisas” de Portugal e Brasil e já foi visitada por 30 mil pessoas em Jundiaí, nos arredores de São Paulo.

A partir de 18 de setembro, por iniciativa do Serviço Social do Comércio (SESC), a mostra reabre ao público em Bauru, outra cidade do estado, onde se manterá por três meses, até 15 de dezembro.

“Venha ouvir as muitas palavras dessa língua tão rica e misturada que sonhamos à noite e inventamos de dia”, apela o SESC no convite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend