Engenheiro de Cabo Verde faz palestra em Santo André

Da RedaçãoMundo Lusíada

Rogério Santos

PALESTRANTE >> Sergio Monteiro Roque durante a palestra "Hidroponia em Cabo Verde, um sonho ou uma realidade?”

À convite da Associação Caboverdiana do Brasil, no domingo 20 de janeiro, esteve em sua sede Sergio Monteiro Roque, apresentando à comunidade caboverdiana local a palestra “Hidroponia em Cabo Verde, um sonho ou uma realidade?”.

Sérgio Monteiro é um caso de sucesso de um descendente de emigrantes no Brasil, que voltou a terra de seus pais para dar a sua contribuição no desenvolvimento do país, numa área de extrema importância para Cabo Verde, a agricultura. “Só para se ter uma idéia, a maior parte dos produtos hortícolas consumidas hoje na capital caboverdiana, a cidade da Praia, são produzidas por ele”, afirma o presidente da entidade José Augusto do Rosário.

Filho de pais cabo-verdianos radicados em Santo André, Sérgio Augusto Monteiro Roque é engenheiro agrônomo de profissão, e deixou o Brasil para trabalhar com hidroponia em Cabo Verde. Em sua propriedade localizada na ilha de Santiago, ele produz alface e agrião, entre outros, com um notável sucesso em vendas, além de ser um caso de sucesso em culturas hidropônicas.

Recentemente condecorado com a medalha de mérito de primeiro grau pelo presidente de Cabo Verde, pela contribuição de seu trabalho ao desenvolvimento do arquipélago, o engenheiro Sergio se declarou extremamente emocionado em poder apresentar seu trabalho à comunidade local, na sede da Associação Caboverdiana do Brasil, instituição a qual já foi dirigente e que ajudou a construir.

A HidroponiaA ciência que cultiva plantas sem solo, Hidroponia, provém da palavra grega hidrofono que significa trabalho em água. Trata-se de uma técnica que utiliza apenas água e solução de sais minerais para se produzir, uma cultura onde não se utiliza a terra. Através da hidroponia, o que também se pode chamar hidrocultura, é possível produzir durante todo o ano hortaliças que vão desde alface, tomate, pepino, cebola ou agrião.

Foi em 1929 que William Gericke, quem utilizou pela primeira vez o termo hidroponia, desenvolveu uma técnica de cultivo sem solo. Aos poucos seu sistema foi sendo aperfeiçoado, e em 1965, com os trabalhos desenvolvidos pelo inglês Allen Cooper, foi criado um sistema prático, simples e que não exigia tanto volume de água. Tratava-se de uma primeira versão do sistema NFT (Nutrient Film Technique).

Em Cabo Verde, o ciclo de água tem um período relativamente curto, três ou quatro meses, o que desmotiva os agricultores a produzirem hortaliças por falta de água. Mas o exemplo de Sergio não viu barreira e se transformou num sucesso e progresso para o arquipélago. “Vimos que através da hidroponia é possível produzir produtos durante todo o ano, o que vem contribuindo, e muito, para melhorar a dieta alimentar dos cabo-verdianos” afirma o presidente. Agradecemos as informações de José Augusto do Rosário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend