Em 2008, turismo gerou US$ 163 mi a cofres moçambicanos

O ano de 2009 deverá ser “o melhor de sempre” com novos estabelecimentos turísticos, incluindo hotéis e casas de férias.

Da Redação Com Lusa

O setor do turismo, uma indústria em franca expansão em Moçambique, arrecadou US$ 163 milhões no ano passado e criou 37 mil novos postos de trabalho, metade das quais ocupados por mulheres.

As receitas da atividade contribuíram em cerca de 1,5% para o Produto Interno Bruto (PIB) moçambicano. Só no ano passado, o país recebeu 771 mil turistas, 80% dos quais provenientes da África do Sul, tendo aumentado o número de alojamentos em mais 17 mil camas.

Além de sul-africanos, o turismo por motivos de negócio e de visita é liderado pelos britânicos e portugueses, numa proporção de 10,9% e 6,5% dos turistas recebidos, respectivamente.

Para este ano, as autoridades moçambicanas esperam um aumento expressivo do número de turistas e também das receitas, que deverão atingir os US$ 190 milhões, o que representaria um crescimento de 5%.

Neste sentido, o governo de Maputo pretende investir aproximadamente US$ 2 bilhões em projetos turísticos, valor recorde justificado com o mundial de futebol de 2010 na vizinha África do Sul.

Recentemente, o ministro moçambicano do Turismo, Fernando Sumbana, afirmou que, para 2009, “estão planejados enormes investimentos” na área. O ano “2009 será o melhor de sempre porque queremos ter novos estabelecimentos turísticos, incluindo hotéis e casas de férias”, disse.

Entre os principais destinos dos investimentos, que deverão permitir a criação de 20 mil postos de trabalho, estão Mossuril, em Cabo Delgado, mas também outras zonas nas províncias de Nampula, norte, e ainda em Vilankulos, no sul do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend