Ciclone Wipha faz seis feridos em Macau, mais de 100 voos cancelados

Arquivo: Macau após tufão em maio no ano passado.

Da Redação
Com Lusa

As chuvas e os ventos causados pelo ciclone tropical Wipha, a sudoeste de Macau, provocaram seis feridos e o cancelamento de mais de uma centena de voos, anunciaram as autoridades.

Até às 18:30 desta quarta-feira, o Comando de Operações da Proteção Civil registou seis feridos, num total de 18 ocorrências.

O ciclone tropical Wipha, que se encontrava às 19:00 (12:00 em Lisboa) a 280 quilômetros a sudoeste de Macau, forçou também ao cancelamento de 118 voos. O aeroporto internacional de Macau (MIA) registou ainda 12 atrasos e um voo foi reajustado.

“Neste momento, um total de 1.242 passageiros permanece no terminal do aeroporto e cerca de 300 passageiros na estação de autocarro e de táxi”, divulgou o MIA.

O centro de abrigo da Ilha Verde, na península de Macau, tinha acolhido, até às 18:00, oito pessoas.

O sinal 8 de tempestade tropical está içado desde as 14:00 (07:00 em Lisboa) e os Serviços Meteorológicos e Geofísicos de Macau (SMG) preveem que o vento deve se intensificar.

“Às 19:00, o Wipha, que se localizava a cerca de 280 quilômetros a sudoeste de Macau, estava a encaminhar-se para a península de Leizhou [sul da China]. Prevê-se que o vento se vá intensificar e espera-se que o sinal 8 continue em vigor”, lê-se no último comunicado dos SMG.

O sinal 8 de tempestade tropical, o primeiro do ano, implicou o encerramento de parques de estacionamento, das pontes entre a península de Macau e a Taipa, a suspensão dos transportes públicos e das ligações terrestres, marítimas e aéreas.

Além do aviso de tempestade tropical, continua em vigor o aviso de ‘storm surge’ (maré de tempestade) “amarelo”.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, que são emitidos tendo em conta a proximidade da tempestade e a intensidade dos ventos.

Em 23 de agosto de 2017, o tufão Hato, o pior em 53 anos a atingir Macau, causou dez mortos e mais de 240 feridos, provocando graves inundações na zona do Porto Interior.

Em meados de setembro de 2018, o tufão Mangkhut causou 40 feridos e prejuízos avaliados em 1,74 mil milhões de patacas (192 milhões de euros) em Macau, onde o sinal máximo de tempestade tropical esteve, na altura, içado várias horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend