Brasil negocia perdão de dívida de R$ 9 mi de Cabo Verde

Da Agencia Lusa

Brasil e Cabo Verde iniciaram uma série de reuniões para discutir a dívida do arquipélago, de aproximadamente US$ 4 milhões (R$ 9,42 milhões), que o governo do país africano deseja ver perdoada. A dívida surgiu em 1983, com empréstimo concedido pelo Banco do Brasil para a modernização das telecomunicações cabo-verdianas.

"O primeiro cenário será um pedido de perdão, mas não havendo esse entendimento iremos para outros cenários", disse a diretora-geral do Tesouro do governo cabo-verdiano, Rosa Pinheiro, pouco antes do início das conversações com a equipe brasileira, chefiada pela embaixadora brasileira em Cabo Verde, Dulce Barros.

A dívida do arquipélago africano já foi objeto de reuniões entre as duas partes em 1989, 1999 e 2005. Rosa Pinheiro explicou que o empréstimo foi de US$ 3 milhões e que os juros já elevaram a dívida para US$ 4 milhões, porque as taxas de juros no momento do empréstimo eram muito elevadas. Em 1999, o Brasil já tinha perdoado parte desses juros, acrescentou a diretora-geral do Tesouro.

EncontroNo início da reunião Dulce Alves, com responsáveis do Ministério da Fazenda e do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, que viajaram ao país africano para participar do encontro, não explicou se o Brasil vai perdoar a dívida.

A embaixadora disse, em 26 de janeiro, que a reunião é uma oportunidade para "debater assuntos fundamentais da agenda bilateral". "Queremos até final da reunião ter um programa futuro de decisões acordadas bilateralmente", disse Dulce Barros.

O diretor-geral do Ministério das Relações Exteriores de Cabo Verde, José Luís Rocha, lembrou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2004, quando esteve em Cabo Verde, "acolheu favoravelmente a proposta de perdão" da dívida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend