Bombeiros dos países de língua portuguesa criam organização

Mundo LusíadaCom Agencia Lusa

 

Bombeiros dos oito países de língua portuguesa formalizaram na quinta-feira, 11 de outubro, em Lisboa a criação de uma organização visando a cooperação científica e pedagógica.A nova estrutura – integrada por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste – vai ser formalmente criada no 2º Encontro de Representantes dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa, que acontece na capital portuguesa. Designada União dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa (UBPLP), a organização terá presidência rotativa, sendo assumida por um país diferente a cada dois anos. A entidade terá entre seus objetivos a promoção de cooperação científica e pedagógica entre os bombeiros das oito nações. No encontro, entre diversas personalidades, estiveram presentes Secretário Executivo da CPLP, embaixador Luís Fonseca, o Secretário de Estado da Proteção Civil de Portugal, Ascenso Simões, o presidente do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses, Duarte Caldeira, e o coordenador do Serviço Nacional de Protecção Civil de Angola, Eugénio Laborinho. A colaboração na prevenção e combate a incêndios, no salvamento de pessoas e no socorro prestado em caso de acidente ou catástrofes naturais são outras finalidades previstas no estatuto. A UBPLP terá como órgãos uma Assembléia Geral e uma Comissão Executiva, onde terão assento todos os países que a integram. Sua sede acompanhará a presidência da organização, mudando de país de dois em dois anos."A iniciativa a que os bombeiros dos nossos países deram corpo constitui mais um sinal da disponibilidade sempre patenteada e traduzida em atos concretos pelas suas corporações de se dedicarem aos outros como princípio vetor da sua atividade", refere o Embaixador Luís Fonseca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend