Banco Mundial doa 10 milhões de dólares a São Tomé para projeto social

Da Redação
Com Lusa

O Banco Mundial (BM) assinou com o Governo são-tomense um acordo de financiamento de 10 milhões de dólares para um projeto de proteção social e desenvolvimento para os próximos cinco anos, anunciou a diretora regional da instituição.

“Hoje temos a oportunidade de avançar com um investimento significativo do Banco Mundial para o projeto de proteção social e desenvolvimento das competências, no montante total de 10 milhões de dólares” (8,7 milhões de euros), disse a diretora regional do BM, Elizabeth Huybens, que chefia uma missão da instituição a São Tomé e Príncipe, a decorrer até sexta-feira.

O valor previsto no acordo rubricado pela diretora regional do BM e pelo ministro do Planeamento, Finanças e Economia Azul, Osvaldo Vaz é um donativo e, de acordo com o Governo são-tomense, o referido projeto “arranca com a assinatura deste protocolo”.

A construção de uma escola de Turismo e Hotelaria em São Tomé está incluída neste projeto, que abrange áreas ligadas aos ministérios do Trabalho, Solidariedade, Família e Formação Profissional, da Educação e Ensino Superior, e do Turismo, Cultura e Indústria, bem como o setor privado.

“Nós estamos satisfeitos por constatar que os objetivos de combate à pobreza e criação de mais oportunidades de emprego continuam a ser prioridades para o novo Governo”, referiu Elizabeth Huybens, que foi recebida hoje em audiências pelo primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, e pela ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Rodrigues.

“O projeto de proteção social e desenvolvimento das competências apoia uma abordagem dupla: a redução da pobreza, em primeiro lugar, que visa proteger as populações pobres e vulneráveis”, através de atribuição de subsídios a mães carenciadas, e que podem ter acesso a formação, explicou a responsável do Banco Mundial.

Em segundo lugar, visa gerar maior oportunidade de emprego para os cidadãos através de um maior acesso a iniciativas de desenvolvimento de competências que sejam alinhadas com as necessidades do mercado de trabalho”, acrescentou.

O ministro Osvaldo Vaz agradeceu ao Banco Mundial “esta grande contribuição” e garantiu que os objetivos deste projeto enquadram no programa do Governo, em funções desde dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend