Angola assinala o 32º Aniversário de Independência

Da Redação

Com Portugal Digital

Neste 11 de novembro, a República de Angola assinala o 32º aniversário de independência nacional do domínio colonial português, num ambiente marcado pela consolidação do processo político de reconciliação e pelo esforço de reconstrução do país, decorrente de crescimento econômico rumo a estabilidade.”Cinco anos após se ter livrado, definitivamente, da guerra atroz em que esteve mergulhado, há cerca de três décadas, Angola procura reerguer-se dos escombros e reverter o quadro de destruições de que foi alvo, apagando o passado de dor e luto” divulga a Embaixada da República de Angola no Brasil.Com intuito de aprofundar a estabilidade macroeconômica, Angola implementa um projeto com resultados animadores, em que a taxa de inflação em queda acentuada é menos de 12%, quando seis anos antes era de 300%.Hoje se assiste a uma inflação mensal inferior a 1%, o que é consistente com os objetivos fixados no Programa do Governo; o déficit do Orçamento Geral do Estado está controlado e as reservas internacionais do Banco Central aumentaram. O PIB, em termos reais, cresceu 19%, em 2006; a previsão é que estes números dobrem nos próximos três anos, de acordo com o Embaixada.”Nessa altura de festa, em que se comemora a passagem de mais um aniversário de independência nacional, alcançada com o sacrifício e sangue dos melhores filhos do povo angolano, a Embaixada da República de Angola acreditada na Republica Federativa do Brasil, saúda todos os angolanos e amigos de Angola espalhados por esse extenso e belo país e encoraja-os a prosseguir os esforços, em prol da paz, da convivência harmoniosa e fraterna”.

 

Eleições legislativas 2008

O presidente angolano José Eduardo dos Santos reafirmou a realização de eleições legislativas em Angola no próximo ano, entre maio e agosto. “As eleições legislativas serão convocadas tão logo o órgão encarregue de as preparar declare por concluídas as tarefas atinentes”, disse o chefe de Estado angolano aos jornalistas no final da uma visita oficial a Moçambique, na última passada. “Em Angola terminou o registro eleitoral com cerca de oito milhões de eleitores e, tal como ficou acordado, no ano passado, na reunião do Conselho da República (órgão de consulta do Presidente da República), as eleições legislativas seriam realizadas entre maio e agosto de 2008”, disse José Eduardo dos Santos. Concluído o registro eleitoral, a Comissão Interministerial para o Processo Eleitoral (CIPE) vai apresentar o seu relatório final à Comissão Nacional Eleitoral (CNE), para apreciação e esta vai submetê-lo ao Presidente da República, que deverá convocar as eleições neste período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend