União Portuguesa em seu último jantar de aniversário

Em comemoração de fundação, a União Portuguesa recebeu autoridades locais e homenageou Ernesto Vieira com Troféu Fernando Pessoa.

Por Odair Sene Do Jornal Mundo Lusíada

Mundo Lusíada

>> Momento do “parabéns” reunindo toda a direção da entidade. A noite foi marcada pela divulgação da fusão entre a União Portuguesa e o Centro Português de Santos, uma fusão que está sendo preparada há um ano, e que será oficializada após uma Assembléia a ser realizada dia 23 de outubro, em Santos.

Na noite de 18 de outubro, a Sociedade União Portuguesa de Santos promoveu seu tradicional jantar em comemoração aos 95 anos de fundação. Este no entanto poderá ser a última comemoração de fundação da entidade, intitulada como Sociedade União Portuguesa (SUP). A noite foi marcada pela divulgação da fusão entre a União Portuguesa e o Centro Português de Santos, uma fusão que está sendo preparada há um ano, e que foi oficializada após uma Assembléia em 23 de outubro, em Santos.

Segundo Armênio Mendes, empresário e parte integrante da diretoria de ambas entidades, a fusão entre a SUP e CP é resultado de um grande esforço e realização de um sonho para os portugueses da região. “Vivemos esta noite dois momentos. Um momento em que festejamos talvez o último aniversário, isoladamente, da União Portuguesa, e daqui um ano talvez nós estejamos comemorando o primeiro aniversário da grande entidade que vai surgir desta fusão das entidades”.

O outro momento importante da noite, segundo Mendes, é a homenagem do ano promovida durante o jantar de aniversário da casa. “A última diretoria constituída que dirige os destinos da entidade até hoje escolheu uma figura simpática que muito vem se dedicando às nossas entidades, ao longo das últimas décadas, é a figura do Ernesto Vieira da Silva que acaba recebendo o troféu em homenagem a este trabalho por ele prestado” elogia.

Centro Português de Cultura ou Centro Cultural Português “Nós que presidimos o Conselho, que presidimos o Centro Português entre 1984 e 88, hoje sabemos das dificuldades de algumas das nossas entidades. Há muitos anos, estamos tentando unificar o Centro Português de Santos, que é uma marca histórica na cultura portuguesa, com a União Portuguesa” informou Ernesto Vieira, o homenageado da noite. “A União é uma entidade sólida mas não com o nome cultural do Centro Português” explica. Dois nomes estão sendo cotados para abrigar a nova entidade: Centro Português de Cultura ou Centro Cultural Português. “Um desses nomes vai abrigar essas duas entidades que vai nascer no próximo dia 23” disse Vieira ao Mundo Lusíada. Também não está decidido ainda onde será a sede da nova entidade.

Segundo Armênio Mendes, as datas relativas às fundações de ambas entidades ainda serão lembradas. “Todas as datas de aniversário das entidades no futuro serão lembradas, mas não apenas com a existência da entidade, mas como lembrança das entidades que existiram e que formaram com seu patrimônio e sua vida a grande entidade que vai nascer da fusão delas”.

Solenidade de aniversário Cerca de 400 convidados participaram dos 95 anos da SUP, entidade que esteve ao comando do vice-presidente Alberto de Pinho, já que o presidente José Duarte encontrava-se em Portugal.

Vasco Monteiro abriu a solenidade e chamou à frente do palco todos os diretores da casa. Em todos os anos, a entidade homenageia um cidadão da comunidade portuguesa que se destaca. O presidente do Conselho Deliberativo, Ernesto Vieira, foi o escolhido deste ano e recebeu o Troféu Fernando Pessoa das mãos de Custódio de Pinho, quem agradeceu a presença de diversos dirigentes associativos ligados à casa e comunidade local.

“Eles foram generosos e me destacaram. Eu vou receber o Troféu Fernando Pessoa como o homem que, nas entidades luso-brasileiras, lutou muito, talvez até por esse movimento da unificação. Hoje eu presido o Conselho da Beneficência Portuguesa, presido o Conselho da SUP, sou secretário do Centro Português, sou secretário da Escola Portuguesa há 22 anos. Então essa minha luta pelas entidades não tem cura, vou morrer com essa doença. E eles entenderam que eu devia ser homenageado” diz Ernesto Vieira. “Várias autoridades locais sempre prestigiam a entidade e a colônia portuguesa, então muitos vieram prestigiar mais um aniversário e talvez o último com este nome”.

Entre os presentes, estiveram na SUP ainda Ademir Pestana (Beneficência Portuguesa de Santos) e o vice-cônsul Rogério Vieira. Após a homenagem, o evento seguiu com jantar e baile, apresentando como atração a Banda Mathias. A SUP foi fundada em 1913 e teve como primeiro presidente o Com. Alberto Loureiro Valente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend