Sessão Solene da Assembleia de SP prestou homenagens na comemoração ao Dia de Portugal

“Emigrantes são cidadãos de primeira classe, assim como aqueles que ficaram em Portugal”, disse o presidente do Conselho da Comunidade de São Paulo, Manuel Magno Alves.

Por Odair Sene

O presidente do Conselho da Comunidade, Dr. Manuel Magno Alves foi o anfitrião da solenidade realizada em 24 de junho na Assembléia Legislativa de São Paulo, por propositura do Deputado Carlão Pignatari, que comandou a Sessão Solene no Plenário Juscelino Kubitschek com uma boa presença de convidados, de presidentes das casas reginais, porta-bandeiras dos grupos folclóricos e líderes associativos, mesmo numa noite de segunda feira.
Ao Mundo Lusíada o presidente do Conselho, Manuel Magno, elogiou a qualidade da solenidade, mais rápida e objetiva (inclusive sem o coquetel no final), e assim atingiu seu objetivo, e vem melhorando gradativamente a cada ano, segundo avaliou.
“Veja bem, a comemoração do Dia de Portugal, o 10 de Junho, é uma data que não pode ser esquecida de forma alguma, e eu fico muito feliz, como presidente do Conselho, em ver que vem melhorando a cada ano, cada vez com mais autoridades, presidentes das nossas casas regionais vem comparecendo, e isso é extremamente importante porque é desta forma que mantemos nossas raízes vivas e é assim que a comunidade se fortalece, é assim que nós, unidos, somos mais fortes para podermos mostrar a Portugal que a nossa comunidade, além de ser uma das maiores, ou talvez a maior fora de Portugal, ela sabe preservar seus valores, sabe comemorar as datas nacionais, é isto que Portugal precisa entender, que a nossa comunidade é feita de portugueses, que estão fora de Portugal, mas não deixaram de ser portugueses, em absoluto, nós (emigrantes) temos muito mais a dar à Portugal e assim vamos seguir, porque é dessa forma que o Governo Português deve nos tratar: emigrantes são cidadãos de primeira classe, assim como aqueles que ficaram em Portugal”, falou Magno ao Mundo Lusíada.
O presidente do Conselho disse ter percebido maior interesse da comunidade para participar desses eventos. Esta noite tivemos um grande número de porta-bandeiras dos grupos folclóricos de São Paulo representando praticamente todas as casas regionais.
“Então acho que é um trabalho de formiguinha mesmo para podermos trazer, cada vez mais as nossas associações, e isso está acontecendo porque eu faço questão de visitar todas as casas regionais e pedir o apoio dessas entidades”, disse ele citando grupos que agora participam com frequência, como um grande grupo vindo de Santos, e outras entidades representadas, “isso nos deixa felizes porque começa a render frutos, o trabalho de agregar nossa comunidade e as várias casas regionais”.
Para um dos homenageados, o CEO do Grupo São Cristóvão, Valdir Pereira Ventura, que é de origem portuguesa tanto por parte de pai quanto de mãe, o evento do Conselho que tem por objetivo reconhecer o trabalho das pessoas, é fundamental para se manter as tradições vivas. “Para mim é uma honra estar aqui presente, até porque os portugueses deram suas vidas pela entidade onde eu trabalho, o São Cristóvão, e hoje estamos procurando cada vez mais melhorar dando sequência àquilo que eles fizeram, com suor e muito empenho, então esta homenagem é um orgulho muito grande e eu agradeço especialmente ao Benjamim Barreira que me trouxe para essa oportunidade e fico mesmo muito feliz porque a origem portuguesa me dá uma emoção grande por conta das lembranças dos meus avós”, disse.
Valdir Ventura referiu que essa aproximação da marca São Cristóvão com a comunidade portuguesa, é antes de tudo um fortalecimento da marca que se aproxima ainda mais com suas origens.
O Cônsul Geral Paulo Nascimento disse em entrevista que esteve presente especialmente pela importância da data, referindo-se ao 10 de junho, Dia de Portugal. “Em segundo lugar o simbolismo desta iniciativa está associado também ao fato de a vasta comunidade portuguesa presente no Estado de São Paulo, e não pode ser desassociado dela, nem da história de Portugal que une de forma umbilical o Brasil, Portugal e naturalmente, o Estado de São Paulo”, disse ele que acompanhou todo o evento.
Com protocolo do Antonio Marcos Pereira, a mesa foi formada pelo Deputado Carlão Pignatari, o desembargador Dr. Manoel Pereira Calças que é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (se retirou do evento ainda no início por ter outro compromisso), o Cônsul Geral de Portugal em São Paulo, Paulo Nascimento, o sub-prefeito do Jabaquara, Arnaldo Faria de Sá e o presidente do Conselho Dr. Manuel Magno Alves. Todos falaram aos presentes e passaram suas considerações.
A solenidade ainda contou com apresentações do Coral cantares do Basalto da Casa dos Açores de São Paulo, e foi finalizada com as homenagens que este ano foram oferecidas para as seguintes personalidades: Albino Cruz Lopes, Antonio Eugênio Moreira Cabral, César Aires Ferreira Pereira, Custódio Pereira, Fernando José Ferreira Prado, Marcelo Ascenção Pereira, Marcos Victor dos Santos Pereira, Maria Patrícia Sampaio Bettencourt, Sérgio Borges da Silva, Tiago José Dias Rodrigues, e Valdir Pereira Ventura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend