Santo Antônio da Chácara reuni diversas nações na Festa Portuguesa

Adilson Araújo/Vinil Clube

A Associação Chácara Santo Antônio promoveu a terceira edição da Festa Portuguesa para Todas as Nações. O evento ocorreu nos dias 16 e 17 de junho no bairro Chácara Santo Antonio, zona sul de São Paulo, e reuniu a cultura e culinária portuguesa e principalmente de outras nações.

Com intuito de ser abrangente também na música, a organização reuniu atrações musicais diversificadas como MBP, rock e pop, forró, sertanejo, samba, dança afro e apresentação de capoeira, além da música portuguesa. Durante este final de semana, esteve participando do evento a fadista Tereza de Jesus, além dos grupos folclóricos da Portuguesa de Desportos e Vasco da Gama (de Santos).

O evento de caráter sócio-cultural e comunitário, realizado pela AELCSA (Associação de Empresários da Chácara Santo Antônio) e Fitipaldi Invent, pretende integrar as variadas comunidades imigrantes. Segundo a coordenação do evento, o objetivo é resgatar a história e a cultura de uma região, antigamente uma chácara formada por portugueses, e que hoje abriga muitos imigrantes como americanos, alemães, ingleses, judeus.

Intitulada “Festa Portuguesa para todas as nações”, a festividade homenageia Portugal pelo histórico da região e divulga a cultura de outras comunidades imigrantes pela formação do bairro paulistano. “Por isso que é uma festa portuguesa para todas as nações” diz ao Mundo Lusíada o presidente da AELCSA, Iracelio Perez.

A Associação de Empresários da Chácara Santo Antônio, fundada em julho de 2001, é uma entidade pública sem fins lucrativos que tenta congregar as atividades empresariais na região, estimulando o desenvolvimento de um “Centro Regional de excelência e qualidade”. A entidade conta com contribuições do setor empresarial, e com a participação de patrocinadores para a realização do evento anual. Entre os convidados para a festa, que contou até mesmo com a visita da Imagem de Nossa Senhora de Fátima, foram convidados os representantes da Câmara Americana de Comércio, da Câmara Portuguesa de Comércio, e Consulado de Portugal em São Paulo, de Igrejas Evangélicas Suissa e Alemã, do Lar das Crianças da Congregação Israelita, entre outros.

 

Adilson Araújo/Vinil Clube

O evento aconteceu na Praça Rui de Amorim Cortez – Portal da Chácara. O local será, em médio prazo, estilizada como uma praça de Portugal, para assim “fortalecer o movimento nos tornando um pólo da manifestação da cultura e colonização portuguesa” divulga a organização. Família portuguesa

Caminhando na praça montada para a Festa Portuguesa para Todas as Nações, pode ser visto iguarias portuguesas, japonesas, húngaras, e principalmente alemãs. Uma das barracas mais portuguesas contava com bolinhos de bacalhau, alheiras, caldo verde e doces portugueses. Tudo preparado pela família Alfredo Dinis Glória, naturais de Beira Alta. De acordo com a filha Cristiane da Costa Glória, a produção das iguarias portuguesas é sempre voltada aos eventos abertos, na grande maioria de fora da comunidade, divulgando a culinária de Portugal para os brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:

Send this to a friend