Portugueses participam dos 456 anos de Santo André

Por Odair Sene Mundo Lusíada

Mundo Lusíada

>> Instante da solenidade em comemoração aos 456 anos de fundação de Santo André (com homenagem ao fundador João Ramalho), que contou com a comunidade luso-brasileira da região.

A cidade de Santo André promoveu uma solenidade em comemoração aos 456 anos de fundação, e contou com a comunidade luso-brasileira para o evento. Iniciado na manhã de 04 de abril, no Paço Municipal, o evento foi finalizado com um almoço na Casa de Portugal do Grande ABC, em Santo André.

Presente ao evento, o prefeito Aidan Ravin (PTB), neto de português, falou ao Mundo Lusíada sobre a manutenção desta tradição. “Isto é muito importante para mostrar que realmente há tradição, o que é difícil de se manter. Tem muita gente que nem sabe o que está acontecendo aí. Então, este ano ainda não teve toda aquela adaptação [do atual governo], mas nós queremos trazer as escolas para cá, fazer um evento maior para que tenha um simbolismo marcado” garantiu o atual prefeito, que tomou posse em janeiro deste ano.

“Infelizmente as pessoas não cultivam mais este tipo de situação, hoje em dia é o novo, o fácil, o mais rápido. A internet lhe mostra o futuro e o passado vai ficando para traz. Então esta é uma situação complicada para nós. Temos que investir nas crianças para que elas tragam essa tradição, e o pessoal cultive, que goste disso” falou o prefeito referindo-se sobre a tradicional homenagem à João Ramalho. Para o prefeito, a criança precisa entender a história de fundação da cidade para dar sentido ao seu continuísmo.

Como luso-brasileiro, o prefeito Ravin ainda comentou sobre a integração com a colônia portuguesa. “Eu sempre respeitei muito a colônia portuguesa por essa aproximidade, e a cada momento mais ainda porque o pessoal está muito próximo de nós. Eles têm uma tradição muito forte, e essa tradição faz parte da nossa história, do Brasil, não podemos deixar isso de lado. Esse cultivo é muito gostoso”.

A homenagem, tanto dos portugueses quanto do poder público local, em recordação ao fundador da cidade, o português João Ramalho, foi liderado pelo prefeito de Santo André e pelo presidente da Casa de Portugal do Grande ABC, Paulo de Freitas. “A comunidade luso-brasileira sente-se honrada neste momento prestando significativa homenagem ao fundador de nossa cidade” disse Paulo Freitas, cumprimentando todos os presentes.

A Banda Lira executou os hinos de Brasil, Portugal e Santo André. Na seqüência do depósito de flores em homenagem à João Ramalho e um café servido nas dependências do Paço Municipal, a comunidade portuguesa da região do ABC Paulista reuniu-se para um almoço na Casa de Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Send this to a friend